Educação

#OCUPATUDO

Em Minas, Enfermagem UFMG e PUC São Gabriel ocupadas!

Nessa segunda-feira, 7, duas novas ocupações universitárias em Minas Gerais se somaram à luta estudantil nacional. O curso de Enfermagem da UFMG e a PUC de São Gabriel aprovaram ocupar.

terça-feira 8 de novembro| Edição do dia

A luta contra a PEC 241/55, a reforma do Ensino Médio e o projeto Escola Sem Partido tem ganhado cada vez mais força entre as universidades de todo o país. É a maior onda de ocupações nas universidades e escolas e tem um enorme potencial para vencer.

A entrada em cena do curso de enfermagem fortalece a luta na UFMG onde vários institutos já estão ocupados e até mesmo a rádio foi tomada pelos estudantes, que contam inclusive com o apoio dos professores. Em algumas unidades, como na Biologia até mesmo os órgãos oficiais da instituição se pronunciaram contra a PEC.

A PUC MG foi a primeira instituição privada no país a ser ocupada, com o campus Coração Eucarístico (Coreu) e agora a PUC São Gabriel vem se somar, agregando mais força ao movimento das privadas no estado.

Pammela Teixeira, estudante de Biologia da UFMG e militante da Faísca, falou ao Esquerda Diário:

"O movimento vem ganhando mais força em Minas e em todo o país com novas universidades sendo ocupadas. Achamos que é necessário agora avançar para articularmos as distintas ocupações, criando comandos de delegados locais e um comando nacional, que possa articular ações em comum para fortalecermos a luta. É hora de irmos para as ruas e nos aliarmos aos trabalhadores. O entusiasmo da luta dos estudantes precisa chegar aos trabalhadores para que possamos travar uma luta forte e unificada para derrotar Temer. Por isso, o dia 11, que está sendo convocado como uma paralisação nacional, é um momento importante para darmos um passo nesse sentido. Ainda que as centrais sindicais CUT e CTB não estejam organizando a luta efetivamente na base, o papel que a juventude pode cumprir tem o potencial de animar as lutas operárias."




Tópicos relacionados

Ocupações   /    PEC 241/55   /    #OCUPATUDO   /    Ocupação Escola   /    Educação   /    Belo Horizonte   /    Juventude

Comentários

Comentar