Política

CLÃ BOLSONARO EM DESESPERO

Eduardo Bolsonaro passa vergonha com ridículos atos da direita e tenta amedrontar esquerda

domingo 7 de junho| Edição do dia

Eduardo Bolsonaro, filho do presidente e deputado federal, está passando vergonha nas redes sociais. Frente ao silêncio de seu pai, Jair Bolsonaro, aos atos contra o governo de hoje (domingo, 7) e ao fracasso dos minúsculos e ridículos atos da direita, ele esbraveja em suas redes sociais contra os manifestantes.

Com publicações exaltando prisões, e postando fotos de apreensões, Eduardo tenta amedrontar os manifestantes da esquerda, uma tentativa triste e ridícula de reduzir a força dos atos contra o Governo, que já superam as manifestações a favor de Bolsonaro.

Com atos ao redor do país, já aconteceram prisões em SP, no RJ, em Belém, e mesmo assim, os manifestantes seguem indo às ruas contra o governo.

As ridículas tentativas de colocar medo por parte de Eduardo se dão repetindo o que há de mais nojento neste governo e no clã Bolsonaro. Reivindicando as ações violentas da PM, e tentando criminalizar os antifascistas, ele por enquanto é o único da família a se pronunciar contra os atos em suas redes.

Frente a este fracasso da extrema-direita, hoje é um dia fundamental para que a esquerda, os trabalhadores, os negros e a juventude se coloquem fortemente nas ruas contra este governo, contra Bolsonaro e também contra todos os militares e sua herança racista que persiste viva no Brasil.

Eduardo Bolsonaro retweetou em seu perfil, imagens de manifestantes sendo presos em Belém do Pará, além de vídeo mostrando PM armada e preparada para a repressão, com a legenda de que para os antifascistas a “tolerância é menor que zero”. Além disso, postou um vídeo bastante manipulativo, que descreve o enfrentamento entre “Patriotas x Terroristas”

O desespero do Bolsonarismo mostra que não há hora melhor para avançar contra o autoritarismo de Bolsonaro, Mourão e os Militares!




Tópicos relacionados

Eduardo Bolsonaro   /    Governo Bolsonaro   /    Jair Bolsonaro   /    Política

Comentários

Comentar