Política

ELEIÇÕES PORTO ALEGRE

Debate esquentou em Porto Alegre nesta quinta-feira

O nível de criticas subiu entre todos, mas especialmente contra Melo que representa a continuidade com a gestão Fortunati no município e com o governo Sartori no estado.

sexta-feira 30 de setembro| Edição do dia

Tanto Luciana Genro, como Raul Pont, Marchezan e Diziedrick fizeram criticas à atual gestão Fortunati, da qual Melo representa a continuidade. O discurso de mudança e do “novo” esteve na boca de todos os candidatos. Por incrível que pareça, até mesmo Melo encerrou o debate, falando de uma “mudança segura”.

Luciana Genro e Raul Pont criticaram as medidas de ajuste do Temer e do governo Sartori, do mesmo partido, o PMDB de Melo. Raul Pont e Luciana Genro apontaram a incoerência de Marchezan, que se lança com um discurso de renovação, mas que faz parte do PSDB, que integrou a atual gestão Sartori até o final de ano passado e que defende as medidas de corte de verbas que o governo Temer está aplicando. Até mesmo Melo apontou a demagogia de Marchezan, que fala como se fosse oposição, mas que além de integrar o governo Fortunati, tem como vice o PP que também está da atual prefeitura.

Raul Pont fala de fazer o “novo de novo”, como se o PT no governo também não tivesse tentado aplicar um ajuste econômico para descarregar a crise nas costas dos trabalhadores. Como se o PT não tivesse governado o país junto com as empreiteiras, com os bancos e com os latifundiários.

Apesar de Luciana Genro desta vez ter subido o tom das criticas aos candidatos do PMDB do PSDB, ficou muito aquém do que se poderia esperar de uma candidatura de esquerda. Faltou neste debate uma voz para denunciar o golpe institucional e apontar um caminho para uma luta independente do PT, faltou uma voz que usasse o tempo na televisão para fortalecer a luta dos trabalhadores, como a greve nacional dos bancários, a ocupação da reitoria da UFRGS as paralisações nacionais contra o governo Temer.




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    eleições Porto Alegre   /    Porto Alegre   /    Política

Comentários

Comentar