Política

SP: GREVE DE PROFESSORES E SERVIDORES

Covas ri publicamente da cara dos servidores de quem tirou comida da mesa

Ontem Bruno Covas foi cercado na subprefeitura de Guaianases por trabalhadores em luta, o prefeito apelou à repressão policial que na base dos cassetetes e do gás lacrimogênio o escoltaram para fora. Covas ainda debochou dos funcionários mandando beijos.

terça-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

Não bastasse o brutal ataque do SAMPAPREV, a reforma da previdência municipal sancionada por Covas, ou os atuais ataques ao direito de greve do funcionalismo público, com a ameaça de corte do ponto, o prefeito ainda debocha da cara dos servidores públicos.

Ontem (25) durante uma visita sua a subprefeitura de Guaianases, o prefeito foi surpreendido pelos trabalhadores grevistas que tinham um ato marcado para as 17h no local. A subprefeitura foi cercada e Covas teve de permanecer lá das 13h até aproximadamente 18h. O prefeito apelou à repressão da polícia, que na base dos cassetetes e do gás lacrimogênio escoltou o prefeito pra fora.

Covas ainda teve a coragem debochar da cara dos trabalhadores de quem tirou comida da mesa mandando beijinhos e acenos irônicos, como mostra o vídeo abaixo.




Tópicos relacionados

Bruno Covas   /    Sampaprev   /    Professores São Paulo   /    Greve professores SP   /    São Paulo (capital)   /    Política

Comentários

Comentar