Política

POLÍTICOS

Com Refis, políticos aprovam perdão de metade de suas dívidas

Os impostos devidos por empresários/políticos, acaba de ganhar um grande desconto. Com o programa para refinanciar dívidas com a Receita Federal, 81 congressistas obtiveram um desconto de R$ 138,6 milhões nos débitos de suas empresas.

Rodrigo Tufão

Metroviário, cipista da linha 1 Azul São Paulo

quarta-feira 29 de agosto| Edição do dia

A proposta de Refis, aprovada ano passado pelo legislativo e ampliada essa semana, isenta em milhões de reais de dívidas de empresários de todo país ao Estado, dentre eles setores que hoje atuam diretamente na política. O montante perdoado é 52% do que todos eles deviam originalmente (R$ 262,8 milhões), ou seja, milhões que deixarão de ser arrecadados e ficarão no bolso de ilustríssimos deputados.

Para o povo, são só ajustes. Aprovam reformas anti populares como a trabalhista, precarizando ainda mais as condições de vida dos trabalhadores. Alguns, como disse Bolsonaro, tem a cara de pau de dizer que "é melhor ter emprego sem direitos, do que ficar desempregado".

Chantageam, mentem e roubam o povo na mão grande. Dizem que a previdência está quebrada, mas dão todas isenções para quem já tem muito dinheiro. Falta dinheiro para saúde, educação,moradia, saneamento básico. Mas sobra dinheiro para esses políticos empresários, que vivem a legislar em causa própria, contra os trabalhadores.

Aprofundam ataques iniciados nos governos do PT com ajude de uma casta tão privilegiada de juízes quanto estes senhores, e que se veem acima do direito do povo escolher em quem votar, manipulando quem poderá ou não ser candidato nessas eleições. Fazem isso para que o próximo governo dê continuidade a esses ataques.

A regra é clara, branca e masculina. Para o povo as migalhas, para eles o banquete. São os mesmos políticos que a décadas governam e legislam, que enriquecem a cada 4 anos de mandato, que usam licitações públicas, para desviar dinheiro para suas campanhas eleitorais.

Essa casta de burocratas, faz do Estado seu balcão de negócios, onde a vida da maioria da população não vale nada. Continuaremos com uma saúde precária, com uma educação caindo aos pedaços, com metade da população sem saneamento básico,enquanto essa casta estiver governando e legislando.

Para acabar com os privilégios desses políticos corruptos e de uma casta jurídica autoritária, devemos exigir que sejam elegíveis e revogáveis a qualquer momento pelo voto popular, assim como passem a receber nada mais que o salário de uma professora. Os casos de corrupção devem ter seus documentos aberto ao público, para que a população tenha conhecimento do papel central que os capitalistas tem nos casos de corrupção, verdadeiro instrumento de realização dos seus interesses na sociedade via Estado. Assim a corrupção deve ser julgada por juris populares, e não pela casta da toga do Judiciário.




Tópicos relacionados

Congresso   /    Corrupção   /    Política

Comentários

Comentar