Política

ELEIÇÕES PORTO ALEGRE

Com Marchezan Jr do PSDB em primeiro, Porto Alegre terá duelo entre golpistas no segundo turno

As eleições em Porto Alegre tiveram um número enorme dos votos brancos e nulos e abstenções, o mais alto das últimas décadas. Com um discurso parecido com o de Doria Jr em São Paulo, Manchezan Jr em Porto Alegre, também cresceu nos últimos dias, ao ponto de superar o atual vice-prefeito, que liderava as pesquisas desde o inicio da propaganda eleitoral (Marchezan com 29,84% Melo com 25,93%).

segunda-feira 3 de outubro| Edição do dia

Raul Pont do PT, com 16,37% em terceiro, confirma a decadência do petismo, que dessa vez concorreu junto com o PCdoB (nas eleições passadas tinha o PCdoB teve 17% e 9% o PT). Luciana Genro não conseguiu capitalizar em grande escala a grande insatisfação com os políticos tradicionais, e teve ao fim uma votação importante de 12,06%, mas bem abaixo dos prognósticos partidários. A insatisfação acabou se expressando massivamente nos brancos e nulos, que ficaram em 15,89% dos votos e as abstenções, que foram de 22,51% dos eleitores.

Ou se expressou pela direita, com o discurso de renovação da direita, que teve além de Marchezan Jr, uma forte expressão também com Mauricio do PTB com 13,68%, que fez o mesmo discurso de eficiência administrativa e demagogia apolítica.

Marchezan Jr conseguiu capitalizar pela direita essa insatisfação, se utilizando demagogicamente até do slogan de Luciana Genro, do candidato de “mãos limpas”. Agora do segundo turno a abstenção e os brancos e nulos devem crescer.




Tópicos relacionados

Eleições 2016   /    eleições Porto Alegre   /    Porto Alegre   /    Política

Comentários

Comentar