Juventude

PASSE ESTUDANTIL CAMPINAS

Caos nas solicitações do passe mobiliza estudantes em Campinas

Há um tempo, todas as solicitações do passe escolar ou universitário são feitas somente online. Antes, elas poderiam ser feitas diretamente na transurc, mediante apresentação dos documentos, porém de uns anos para cá, elas passaram a ser feitas somente online, o que começou a gerar diversas reclamações.

sexta-feira 17 de fevereiro de 2017| Edição do dia

Como forma de diminuir os gastos, principalmente com os funcionários, e com a desculpa da agilidade do sistema, tornou digital todos os formulários. Porém, isso vem gerando um grande desgaste aos usuários, porque diversas solicitações são negadas, pela falta de uma leitura apropriada, ou uma foto mal tirada - pelo menos é o que se é dito no caso. Ao invés de repensar a questão das filas, pensando em deixar duas alternativas e contratar mais funcionários para que esses suprissem as demandas de atendimento, coloca tudo de forma online.

Esta maneira digital de obter o passe, tem prejudicado diversos estudantes que estão tendo casos sérios de muitas solicitação e muitas vezes são indeferidos, o que também, levou alguns estudantes para poder fazer um amplo debate e um chamado a manifestação lá na frente, para no mínimo receber uma resposta sobre o porque de tantos passes indeferidos. Nisso, uma estudante, noc contou um pouco do que tava acontecendo pela cidade:

"Desde o começo do ano de 2017, venho enfrentando dificuldades para irem nos lugares ja que a tarifa aumentou para R$ 4,50, que no caso é um verdadeiro abuso. Um pouco antes das voltas as aulas, vinha tentando recadastrar o meu passe escolar, e isso demorava 7 dias para aprovação, e quando chegava o prazo, o passe não era liberado, dava erro e eu não conseguia resolver o meu problema. As aulas voltaram e infelizmente, gasto exatamente R$ 4,50 em cada ônibus, dois para ir a escola e outros dois para voltar para casa. Houve vezes que até deixei de entregar curriculo por falta de dinheiro para pagar a passagem do ônibus, pois tinha que escolher, ir a escola ou ir entregar currículo. Não dá mais pra viver nessa situação!" - Júlia Geovana, estudante de ensino médio da E.E. José Maria Matosinho

Com todo esse caos, chamamos a se somar aos estudantes contra essa reivindicação mínima, mas tão importante e fundamental na vida desses jovens.




Tópicos relacionados

Transporte   /    Campinas   /    Juventude

Comentários

Comentar