Política

IGREJA UNIVERSAL

Câmara de SP aprova novas isenções para igrejas

Ontem, 31/10 a Câmara Municipal de São Paulo aprovou em segunda votação, a isenção de taxas administrativas para as igrejas. O projeto teve 31 votos favoráveis dos 55 vereados presentes na seção.

quarta-feira 1º de novembro| Edição do dia

A isenção de taxas para igrejas foi incluída em um projeto de lei do vereador Eduardo Tuma, do PSDB, que já teve assessor flagrado pegando propina, é líder da bancada da bíblia na Câmara e sobrinho de Romeu Tuma (1931-2010) alto escalão na repressão nos anos de ditadura militar. O texto da emenda fala de isenção para os templos de qualquer culto na cidade de São Paulo, foi incluída em um projeto que trata de incentivos fiscais para a zona sul.

Essas taxas não são bem especificadas pelo Eduardo Tuma, segundo ele seriam taxas gastas com polícia e CET (Companhia de Engenharia de Trafego) em dia de eventos.
Vale lembrar que a cidade de São Paulo deixa de arrecadar cerca de R$110 milhões por ano referente ao IPTU de templos religiosos, montante suficiente para construir mais de 20 creches.




Tópicos relacionados

Bancada da Bíblia   /    Política

Comentários

Comentar