Mundo Operário

METROVIÁRIOS

Assume a nova diretoria do Sindicato dos Metroviários de SP

domingo 6 de novembro| Edição do dia

Na última sexta feira (dia 04) ocorreu a posse dos novos 62 diretores eleitos. A atividade contou com uma mesa composta pelos três coordenadores da nova diretoria (Alex Fernandes, Wagner Fajardo e Raimundo) assim como representantes das centrais sindicais CSP-Conlutas, CTB, CUT e Intersindical e também militantes do MRT, PSOL, PSTU, PT e PC do B. Foi ponto comum na discussão apresentada no debate a necessidade de lutar contra o Temer e a importância que tem os metroviários, assim como o rechaço à repressão que ocorreu à escola do MST em Guararema, ocorrido no mesmo dia. Após a atividade houve uma confraternização com bandas de rock e samba.

Em sua saudação, Marília, diretora eleita pela Chapa 5, operadora de trem da linha 3 vermelha e demitida da greve de 2014, ressaltou três eixos: a importância da nova diretoria se colocar em luta pelos direitos da categoria e dos usuários em meio aos ataques colocados pelo governo golpista do Temer, se apoiando nos exemplos que a juventude de todo país vem dando com a ocupação das escolas e faculdades e cercando de solidariedade essas ocupações; a importância de termos uma nova diretoria com um forte trabalho de base; e também, a luta por levar a frente a demanda das mulheres da categoria metroviária com uma forte secretaria de mulheres no próximo periodo.

Veja sua fala de saudação abaixo:

Marília disse ainda, em declaração ao Esquerda Diário, que "será uma forte batalha a unidade com outras categorias de trabalhadores movimentos sociais e juventude para enfrentar todos os ataques, visto que a CUT e a CTB possuem uma representação significativa dentro da diretoria e esses setores nada fizeram para combater seriamente o golpe de Temer e seus aliados".

COMPOSIÇÃO DA NOVA DIRETORIA

A Chapa 1 composta pelo PSTU, pela nova organização MAIS (grupo que rompeu com o PSTU) e o MES (corrente do PSOL) teve 14 diretores eleitos. A Chapa 2 composta pela CTB/ CUT e Consulta Popular teve 27 diretores eleitos. A Chapa 3 composta pela LS/Unidos pra Lutar (corrente do PSOL), Coletivo Chega de Sufoco (ligado a Frente Povo sem Medo) e coletivo Ação Metroviária (composto pelo PCR e independentes) teve 14 diretores eleitos. A Chapa 4 composta pelo grupo União Metroviária que defende um sindicato corporativista e sem partidos políticos teve 3 diretores eleitos. E a Chapa 5 composta pelo MRT e independentes teve 3 diretores eleitos. Veja nome dos eleitos no final deste artigo.

As chapas da esquerda (1, 3 e 5) mantiveram a sua força com a maioria da diretoria de base, um resultado muito importante para que possamos resistir aos ataques que estão anunciados pelo governo golpista do Temer e o governo de Alckmin.

DIRETORIA EXECUTIVA
Coordenadores da Secretaria Geral:
Alex Adriano Alcazar Fernandes
Raimundo Borges Cordeiro de A. Filho
Wagner Fajardo Pereira

Coordenadores da Secretaria de Finanças, Administração, Patrimônio e Pessoal:
Antônio Takahashi
Marcos de Abreu Freire
Messias Justino dos Santos

Coordenadores da Secretaria de Imprensa e Comunicação:
André Soares Inocêncio
Elaine Damásio de Alencar Pereira

Secretaria de Formação Sindical:
Aparecido José da Silva

Secretaria de Assuntos Jurídicos:
Flávio Montesinos Godoi

Secretaria de Esporte, Lazer e Cultura:
Edgard Balestro

Secretaria de Políticas Sociais:
Rodrigo Dell’Amonica Kobori

Secretaria de Assuntos da Discriminação Racial:
Vânia Maria Gonçalves

Secretaria de Assuntos da Situação da Mulher:
Ana Cláudia Borguin Eustáquio

Secretaria de Assuntos de Saúde e Condições de Trabalho:
Narciso Fernandes Soares

Secretaria de Assuntos Sócio-Econômicos e Tecnológicos:
José Alexandre Roldan Rodrigues

Secretaria de Organização:
Almir de Castro

Secretaria de Relações Intersindicais:
Salaciel Fabrício Vilela

Secretaria de Assuntos Previdenciários:
José Vanderlei da Silva

Secretaria de assuntos LGBTTs, diversidade sexual e identidade de gênero:
Ivânia Alves Moura

CONSELHO FISCAL:
André Luis Piovesan
Antônio Carlos Monteiro
Dagnaldo Gonçalves Pereira
Ricardo Lourenço Machado
Rosa Maria Anacleto

DIRETORIA DE BASE:
Agnaldo Lima Felipe
Alex Santana Vieira
Alexandre C. Leme
Anibal de Jesus V. Neto
Armando R. Norberto
Carla de C. Yonamine
Carmen S. de Oliveira
Celso Trapaga Borba
Claudia S. Damasceno
Eduardo A. Pacheco
Eduardo A. Crunfli
Felipe S. Bisulli
Francisco Duarte Reis
Gelson Brito Junior
Glauco de O. Vasconcelos
Gustavo de A. Vieira
Jorge da Paixão Melo
José Roberto S. Campos
Luiz Carlos M. Herrera
Manuel Xavier L. Filho
Maridalva M. de Oliveira
Marília Cristina Ferreira
Maruzan F. de Brito
Monique Emília Viana
Nailton Alves dos Santos
Pedro Augustinelli Filho
Rubens R. Leite Filho
Sérgio Renato S. Magalhães
Silvia Eneida Verdasca
Valéria C.Rodrigues
Willian Douglas G. Martins
Wilson Clemente de Souza.

SUPLENTES:
Adelson Abrahão G. Lemos
Flávio Rogério G. Santos
Francisco Testa Filho
Paulo Otávio A. de Almeida
Rodrigo Armando da Silva




Tópicos relacionados

Metrô   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar