Internacional

CARAVANA MIGRANTE

Após repressão, governo do México inicia deportação de migrantes centro-americanos

As autoridades migratórias mexicanas iniciaram operações para registrar os migrantes nos abrigos nas fronteiras. Depois da repressão deste domingo, 98 migrantes foram deportados e as fronteiras reforçadas, informou o Ministério do Interior, através do seu Instituto Nacional de Migração.

terça-feira 27 de novembro| Edição do dia

Depois da repressão orquestrada nesse último domingo, por parte da Patrulha Fronteiriça estadunidense, contra um grupo de imigrantes que, desesperados, buscavam cruzar a linha da fronteira com Tijuana, a Secretaria de Governo mexicana anunciou a detenção e deportação de 98 pessoas.

Através de seu Instituto Nacional de Migração (INM), o governo mexicano insistiu em criminalizar as tentativas dos migrantes em chegar aos Estados Unidos, atribuindo as deportações ao “comportamento violento” de “um grupo de migrantes” contra os agentes federais de migração e a Polícia Federal no porto de El Chaparral.

Segundo anunciaram as autoridades mexicanas, a presença dos agentes da Polícia Federal foi reforçada na fronteira.

Alegando que foi colocado à disposição da caravana migrante informações sobre como realizar o trâmite legal para solicitar refúgio, o governo mexicano insiste em sua proposta para facilitar “empregos” aos migrantes no território mexicano e “respeitar os direitos dos imigrantes”. No entanto, durante a noite deste último 25 de novembro, a polícia federal iniciou uma operação de “registro de nacionalidade”, assim como uma contagem dos migrantes que estavam nos albergues da cidade de Tijuana.

Fotos: Alina Duarte, Telesur

Para continuar com o controle da caravana migrante, informaram que os albergues foram cercados pela Polícia Federal e por agentes "antimotim", impedindo a saída dos migrantes.

Repórteres afirmam que nos arredores há dezenas de caminhões brancos, como os usados para transportar os primeiros deportados.




Tópicos relacionados

Caravana Migrante   /    México   /    Estados Unidos   /    Internacional

Comentários

Comentar