Mundo Operário

REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Aeroviários argentinos paralisaram contra a Reforma da Previdência

terça-feira 19 de dezembro de 2017| Edição do dia

Trabalhadores de aeroportos paralisam contra a reforma da previdência na Argentina.
Ontem (18). Em atos de milhares, trabalhadores de diversos setores saíram às ruas contra esse ataque, incluindo trabalhadores dos aeroportos.

Diversos voos, domésticos e internacionais, foram cancelados nesta segunda-feira após os trabalhadores dos aeroportos terem aderido à greve geral de 24 horas contra a Reforma da Previdência Argentina que o governo Macri quer aplicar contra os trabalhadores.

Passageiros reclamaram da falta de informação das empresas aéreas e disseram que policiais impediram que eles se aproximassem dos guichês de atendimento.

Durante todo o dia de ontem, na Argentina, a enorme rejeição da reforma foi evidente. Para a importante mobilização que teve lugar durante a tarde, foi acrescentada após a repressão enormes cortes de ruas que se originaram em muitos bairros da cidade de Buenos Aires, mas encontrou um eco em cidades como Rosario, Córdoba ou Mendoza. Cerca de 2 da manhã, milhares de pessoas ainda estavam nas proximidades do Congresso Nacional.

Leia mais: Reforma da Previdência é aprovada na Argentina com a paralisia das Centrais Sindicais




Tópicos relacionados

Reforma da Previdência   /    Mauricio Macri   /    Mundo Operário   /    Internacional

Comentários

Comentar