Política

EM CURITIBA

Acusações mútuas de golpismo em confronto de apoiadores de Bolsonaro e Moro em Curitiba

Parceiros no golpismo e em 20 meses de governo rompem relações mostrando um retrato de novidades na crise política brasileira.

sábado 2 de maio| Edição do dia

Na manhã deste sábado, 02/05, antes do depoimento de Sérgio Moro à Polícia Federal em Curitiba, houve um enfrentamento entre apoiadores do reacionário Bolsonaro e do não menos golpista e pró-ianque Sérgio Moro. Esse enfrentamento noticiado pela grande mídia brasileira é um pequeno retrato das novidades na crise política nacional.

A ascensão de Bolsonaro ao poder, em eleições manipuladas pelo judiciário, com apoio militar, fez confluir forças diversas, a Lava Jato, a cúpula militar, parte da direita tradicional e pesos pesados da burguesia que aderiram ao candidato e ao governo não como sua primeira opção, mas como o candidato possível para dar continuidade e aprofundar a agenda do golpe institucional. A saída de Moro do governo quebra parte fundamental dessa aliança.

Forças de extrema-direita e da Lava Jato se enfrentam em xingamentos nas ruas e nas redes sociais. Os próprios líderes destes “polos” inflam suas bases, Moro em entrevista à Veja e Bolsonaro nas redes chamando seu ex-ministro de “Judas”. Há bases sociais em disputa de um lado e outro, e ainda pairam incertezas importantes sobre ganhadores e perdedores nessa disputa em jogo.

Essa disputa ganha velocidade e atenção especial no dia de hoje graças a decisão de Celso de Mello, decano do STF, que alterou sua decisão de que o inquérito de Moro acontecesse o mais rapidamente possível, sendo que uma semana atrás ele havia determinado um prazo de 60dias para esse depoimento. O acelerar do depoimento, para trazes seu desfecho e consequências para o presente aconteceu no mesmo dia que todo o STF se pronunciou em defesa do ministro Alexandre de Moraes que estava sendo atacado por Bolsonaro ao impedir sua nomeação de Ramagem para a PF.

Acompanhe ao longo do dia novas notícias e análises sobre o depoimento de Moro e os desenvolvimento da crise política no país.




Tópicos relacionados

Governo Bolsonaro   /    Sérgio Moro   /    Política

Comentários

Comentar