Sociedade

ESTUDANTE DESAPARECIDO

Wallace Andrade, do Serviço Social da UFRJ, está desaparecido desde o dia 10

A noite de sábado, 10, foi a última vez que familiares e amigos de Wallace da Silva Andrade, estudante do último período de Serviço Social da UFRJ e morador do Méier. Até o momento, não há pistas de seu paradeiro.

quinta-feira 15 de dezembro de 2016| Edição do dia

No sábado de seu desaparecimento, Wallace compareceu no período da tarde a uma atividade de estágio no SESC Madureira. Em seguida, foi com amigos a uma lanchonete, a Petisqueira, e deixou o local por volta das 22h. Foi para o ponto da linha 653, que vai de Madureira ao Méier. Seu último contato foi por mensagem enviada do celular, às 23:10, para uma amiga.

Seus familiares já procuraram a polícia, o IML e foram a hospitais, mas até agora não têm nenhuma pista do paradeiro. O sumiço do jovem deixou seus colegas de turma abalados, e eles decidiram adiar a colação de grau que estava marcada para a sexta-feira, 16. Sua colega de classe e amiga, Rafaela Coelho, disse à imprensa: "Não existe clima para fazer isso sem ele. Não temos clima para nada".

Seu irmão, Jefferson Andrade, falou: "Não tivemos nada aqui. De vez em quando chega uma ligação anônima dizendo que ele sumiu, mas até agora nada". A UFRJ emitiu nota sobre o desaparecimento e convocou um ato em solidariedade aos amigos e familiares para esta sexta-feira, 16, às 17h em frente à escola de Serviço Social da UFRJ.


A foto à direita foi tirada no evento no Sesc em que Wallace esteve presente no dia de seu desaparecimento.

Prestamos toda nossa solidariedade aos amigos, colegas e familiares de Wallace. Infelizmente, sabemos que casos como esse, do desaparecimento de jovens negros, são extremamente comuns, e são frequentemente responsabilidade direta da polícia e do estado profundamente racista sob o qual vivemos.

Quem tiver alguma informação pode entrar em contato com a irmã de Wallace, Viviane Andrade, pelos telefones (21)99733-5715 e (21)96438-2320.




Tópicos relacionados

UFRJ   /    Rio de Janeiro   /    Sociedade   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar