Mundo Operário

MUNDO OPERÁRIO

Trabalhadores da Heineken em Jacareí ameaçam fazer greve

Os trabalhadores da Heineken, em Jacareí, ameaçam fazer greve. Em assembléia nesta semana, os funcionários recusaram o reajuste proposto pela empresa de 9,13%. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação de São José dos Campos e Região, não cobre o valor da inflação de 9,86%.

sexta-feira 22 de julho de 2016| Edição do dia

Segundo o sindicato, as negociações tiveram inicio em maio, mas até o momento não avançaram. Com a recusa á proposta, os trabalhadores deflagram estado de greve na unidade "Os trabalhadores estão mobilizados e exigem reajuste real de salário. Se a Heineken não retomar as negociações e melhorar a proposta, pode haver greve’’ afirma o diretor do Sindicato da Alimentação, Luciano Antonio da Silva.

Esta é mais uma luta que demonstra que cada vez mais as condições de vida dos trabalhadores vão se chocar com a crise econômica capitalista gerada pelos os grandes empresários e banqueiros. Enquanto os patrões estão lucrando bilhões, o trabalhador a cada dia que passa vê o seu salário sendo corrido com a inflação, o que demonstra que o mesmo está pagando por uma crise que ele não criou.

Os trabalhadores não podem aceitar reajuste abaixo da inflação, assim como a retirada de direitos, o atraso no pagamento e as demissões. Todos nós sabemos que a Heineken patrocina eventos esportivos mundiais importantes como a Champions League e agora Formula 1, isso torna ainda mais criminoso a negativa da empresa de Jacareí em não dar o reajuste real de salário para os trabalhadores, enquanto esbanja em propaganda. É necessário abertura do livro de conta da empresa de Jacareí sob a investigação dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Mundo Operário

Comentários

Comentar