Política

IMPERIALISMO

Temer facilitará entrada de engenheiros estrangeiros, um passo na entrega desse mercado

Depois de intensa campanha contra médicos estrangeiros agora Temer e a direita querem engenheiros americanos e europeus. Enquanto isso há milhares de engenheiros desempregados no país. Essa medida é só um “Cavalo de Tróia” do domínio do mercado brasileiro de construção civil pelos monopólios imperialistas.

terça-feira 17 de outubro| Edição do dia

Temer cumpre sua palavra com as empreiteiras estrangeiras, um dos objetivos do golpe institucional e da Lava Jato vai se concretizando. O mercado brasileiro de construção civil, um dos maiores do mundo e antes dominado pelas empreiteiras denunciadas na Lava Jato vai ser dominado por estrangeiras. Isso foi prometido por Temer em seu documento “Ponte para o Futuro” (saiba mais clicando aqui) e sempre foi um dos principais objetivos da Lava Jato como foi analisado há mais de um ano atrás nessa matéria. Como afirmávamos a Lava Jato tinha como objetivo substituir um modelo de corrupção por outro.

Gigantes internacionais como a brasileira Odebrecht, que era a 14ª maior empreiteira do mundo tinham que abrir caminho para que Fluor Company, Bechtel e outras gigantes pudessem lucrar aqui.

Uma nova legislação ligada ao registro de engenheiros estrangeiros deve ser enviada a Temer e posteriormente ao Congresso nas próximas semanas. O prazo de emissão junto aos órgãos competentes que atualmente é de cerca de 1 ano, deve ser de no máximo de 3 meses, ou ainda estudam determinar a emissão automática do registro caso o prazo não seja cumprido quando as empreiteiras vencerem licitações públicas, por exemplo. Ou seja, a empresa ganha a licitação com os métodos da Odebrecht ou das imperialistas Siemens e Alstom no metrô paulista e aí pode trazer seus engenheiros. Os chefes também serem estrangeiros era uma exigência dessas empresas imperialistas. Temer quer ceder para cumprir sua promessa de colocar o país de joelhos aos interesses imperialistas.

A abertura às empresas imperialistas é um programa de governo de Temer, da grande mídia e da Lava Jato, para ocultar esse interesse tentam justificar com a quebradeiras das antigas gigantes nacionais e além disso, alegam, as empresas de menor porte, não teriam condições de conseguir crédito e levar empreendimentos financeiros adiante, estariam em piores condições de competir, não revertendo o baixo investimento dos capitalistas no país que em 2016, alcançou somente 16% do PIB, um dos menores resultados no mundo.

Em última instância, este governo golpista acaba criando uma medida que teria por objetivo aumentar os lucros dos capitalistas internacionais na área da construção civil no Brasil, evidentemente sem combater a corrupção, mas somente substituindo o velho esquema com as empreiteiras nacionais por novos esquemas com empresas internacionais. O que se vê hoje na engenharia e na construção civil nacional é a continuação dos ataques de privatizações na Petrobras, Eletrobras e retirada de direitos dos trabalhadores.




Tópicos relacionados

Imperialismo   /    Governo Temer   /    Operação Lava Jato   /    Política

Comentários

Comentar