Política

RORAIMA

Temer envia Exército para reprimir venezuelanos e apoiar Jucá

quarta-feira 29 de agosto| Edição do dia

Temer decretou a Garantia da Lei e da Ordem em Roraima, dando poderes de polícia e completa impunidade para o Exército reprimir venezuelanos.

Milhares de imigrantes venezuelanos estão na ruas sem ter onde dormir, trabalhar e comer, sofrem violência diária de comerciantes e outros brasileiros insuflados pela governadora Suely Campos (PP) e pela extrema direita nacional, como Jair Bolsonaro que defendeu a criação de "campos de concentração". A resposta de Temer a esta crise é mais repressão, dando poderes arbitrários ao Exército.

Poucos dias atrás quando imigrantes venezuelanos foram atacados em Paracaima (RR) o Exército optou por não intervir, mostrando que autoriza a xenofobia. Não será das mãos do Exército que os imigrantes terão seus direitos atendidos, muito pelo contrário, só sofrerão maior repressão.

Esta resposta repressiva de Temer atende ao desejo de seguir a repressão aos imigrantes ao mesmo tempo que serve de ajuda eleitoral a seu aliado, Jucá. O senador do PMDB abandonou seu cargo de líder do governo Temer no Senado depois que saíram pesquisas de opinião de que não se reelegeria este ano. Crescem as tendências eleitorais xenófobas e racistas em Roraima, estado em Bolsonaro tem a maior votação em todo o país, e Suely Campos do partido de Maluf e da vice de Alckmin lidera a corrida para governador com clara plataforma anti-imigrantes.

No dia seguinte que Jucá abandonou a liderança do governo no Senado, Temer adotou a Garantia da Lei e da Ordem dando poderes de polícia ao Exército em boa parte do Estado de Roraima.

Conversamos com Marcello Pablito, colunista do Esquerda Diário e candidato a deputado estadual pelo MRT em filiação democrática no PSOL sobre esta medida de Temer, "Temer mostra mais uma vez como sua resposta a todas as crises passa por aumentar o poder arbitrário e violento do Exército. Não será das mãos das Forças Armadas que os venezuelanos terão um tratamento digno no país. As Forças Armadas, junto de Temer, da governadora Suely Campos e da extrema direita são os responsáveis pela violência sofrida pelos imigrantes. Já vimos como a intervenção do Exército com outra Garantia da Lei e da Ordem na Maré no Rio de Janeiro, e depois com a intervenção federal só serve para aumentar os assassinatos policias e a violência. É uma mentira que usarão o Exército para melhor acolher os venezuelanos, bem como é uma mentira que os imigrantes roubam empregos e direitos dos brasileiros, a direita usa essas desculpas para jogar os pobres de um páis contra os pobres de outro. A crise é paga pela classe trabalhadora dos dois lados da fronteira. Denunciamos novo poder arbitrário dado as Forças Armadas, exigimos a retirada das tropas de Roraima e exigimos todos direitos sociais, trabalhistas e políticos aos imigrantes."

Pode te interessar: Rechaçamos a xenofobia contra imigrantes venezuelanos, denunciamos os governos de Temer e Maduro




Tópicos relacionados

Roraima   /    Imigrantes   /    Política

Comentários

Comentar