Sociedade

GREVE EM MG

Servidores do sistema prisional de Minas Gerais entram em greve por tempo indeterminado

segunda-feira 26 de fevereiro| Edição do dia

Nesta segunda-feira (26) os servidores técnicos e administrativos do sistema prisional e socioeducativo de Minas Gerais iniciam greve por tempo indeterminado, em cobrança ao governo de Fernando Pimentel (PT) pelo cumprimento de um acordo feito em 2015 com a categoria.

Segundo uma lista divulgada nas redes sociais, servidores técnicos e administrativos de 105 presídios mineiros aderiram a greve, e segundo Geraldo Henrique, diretor do Sindpúblicos, a adesão prevista é de 90% e serão mantidos 30% do funcionamento na área de saúde.

Na ultima quarta-feira, profissionais que trabalham na recuperação de presos, como psicólogos, assistentes sociais, fisioterapeutas, pedagogos e técnicos da área administrativa realizaram uma assembleia na Cidade Administrativa para defender uma greve por tempo indeterminado para que o Governador Fernando Pimentel (PT) cumpra um acordo feito com a categoria em 2015, de equiparação do vencimento base dos trabalhadores com o de áreas correlatas da segurança pública do estado.

Além desse acordo, o governo de Fernando Pimentel (PT), também em 2015, havia se comprometido a enviar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa redefinindo alguns pontos da lei orgânica da categoria, o que também não foi cumprido.

Os Servidores irão se manifestar em frente ao presídio de Ribeirão das Neves e irão organizar outros atos, na cobrança de que o governo de Fernando Pimentel (PT) cumpra com todos os acordos feitos com a categoria.

foto: Alex de Jesus/O Tempo




Tópicos relacionados

Minas Gerais   /    Encarceramento   /    Minas Gerais   /    PT   /    Sociedade

Comentários

Comentar