Educação

RIO GRANDE DO SUL

Sartori faz retiro de marajá em Resort em Santa Catarina

Enquanto os professores fortalecem sua greve contra o parcelamento de salários e os pacotes de privatizações, o governador saiu em retiro para resort luxuoso em Santa Catarina. Algumas denúncias já surgiram, mas ao que tudo indica Sartori encontra-se no resort da rede Plaza de Hotéis, Caldas da Imperatriz. Surgiu também a denúncia de que ele estaria no mega resort Costão do Santinho. Afinal, enquanto os trabalhadores e a população do Rio Grande do Sul sofre e luta, onde está Sartori?

quarta-feira 20 de setembro| Edição do dia

Com diárias de quase R$ 1.000, acomodações luxuosas, campo de criquet, espaços para arvorismo e pesca, mordomias que vão das banheiras de mármore às hidromassagens com água termal, o Caldas da Imperatriz é um dos mais chiques resorts da região Sul do país. Uma estadia de 8 noites, como vem sendo a do governador, custa em torno de R$ 5.648, sem contar os gastos adicionais com comida, bebida e atividades diversas. Tudo pago às custas da população. Uma diária já é o dobro da parcela que os professores e servidores do estado receberam neste mês de Setembro. A denúncia surgiu de fontes de professores e chegaram até nós.

Para animação e lazer, o resort fornece aulas de dança, supertrilhas, criquet, hidroginástica, banheiras de hidromassagem ao ar livre e muitas outras mordomias. Para relaxar, as atividades de bem-estar vão do Shiatsu à limpeza de pele, passando por inúmeros tipos diferentes de massagens, peelings, terapias diversas e Tai Chi Chuan. A lista é enorme…

A comida então nem se fala. O restaurante Lebon Gourmet oferece distintos tipos de culinária, tudo muito chique e tudo muito caro.

De acordo com os detalhes da foto que vazou, como o estilo dos quadros e das cadeiras, nós do Esquerda Diário fizemos uma investigação e pudemos afirmar que o resort em questão é o Caldas da Imperatriz, como se vê no tour virtual do site aqui em comparação com a foto vazada abaixo. Mas o Costão do Santinho, local onde inúmeros professores e o próprio sindicato vem dizendo que ele está, não perde em nada em luxo e mordomia.

Lá as diárias são de até R$ 2.756, as suítes são de distintos tipos, como imperiais e luxuosas, há campos de golf e figuras como Sidnei Magal e Michel Teló se apresentam. Lá a culinária vai da açoriana à francesa. Tudo também muito chique, tudo também muito caro.

Caldas da Imperatriz ou Costão do Santinho, a verdade é que a viagem de retiro de Sartori é um escandaloso deboche com os professores, servidores e população gaúcha como um todo, em especial os estudantes e comunidade escolar. Enquanto os professores passam por um dos piores momentos de suas vidas dos últimos anos, o governador sai para descansar. “Limite”, “sobrecarga”, “esgotamento”, “estresse” - essas são algumas das palavras que os próprios professores definem sua situação no momento.

A única maneira de derrotar o governo é ampliando a mobilização, tornando a greve dos professores do Rio Grande do Sul uma grande causa popular, como desenvolvemos nesse texto.




Tópicos relacionados

Sartori   /    Porto Alegre   /    Educação

Comentários

Comentar