Mundo Operário

CORONAVÍRUS E LUTA DE CLASSES

Rodoviários do Recife protestam por aumento da frota e EPIs

Com dezenas de trabalhadores mortos na rede de transporte público da Grande Recife, empresas mantém frota reduzida e não garantem condições de segurança sanitária nos ônibus.

quinta-feira 25 de junho| Edição do dia

A crise sanitária causada pelo coronavírus mostrou como os capitalistas estão dispostos a sacrificar os trabalhadores para manter seus lucros. Na rede de transporte público do Recife, há denúncias de dezenas de vidas ceifadas por coronavírus.. Isso é fruto do descaso dos capitalistas, que não garantem testes e ainda colocam os ônibus lotados e sem as condições de segurança e higiene.

Se a situação já estava ruim, piorou depois da flexibilização das quarentenas. O fluxo de pessoas subiu e a frota continua reduzida, a carga do trabalho aumenta junto com o risco de contaminação dos trabalhadores e da população. Isso se soma aos ataques como demissões e a implementação da dupla função, que já vinham desde antes da pandemia.

No entanto, os rodoviários vem promovendo uma série de manifestações..

Na manha de hoje, repetiram o mesmo. Se concentraram na sede do sindicato e saíram em ato pelo bairro do Santo Amaro, no centro da cidade. Além de pedir o aumento na frota e EPI’s, os trabalhadores também homenagearam os mortos e exigiram a reincorporação dos demitidos.




Tópicos relacionados

Recife   /    Luta de Classes   /    Recife   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar