Política

ELEIÇÕES 2018

PT entrega petição ao TSE para veiculação de campanha política de Lula na televisão

O PT emitiu uma petição ao TSE para que as emissoras da TV aberta (Globo, Record, Band, SBT e Rede TV!, transmitam informações sobre a campanha de Lula.

sexta-feira 24 de agosto| Edição do dia

O PT (Partido dos Trabalhadores) entregou uma petição ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) ontem solicitando que as emissoras de televisão Rede Globo, SBT, TV Bandeirantes, Record TV e RedeTV! incluam, e veiculem em sua programação, informações sobre a campanha de Lula.

Tal solicitação tem como alicerce o caráter isonômico que a legislação vigente visa garantir. Veja um trecho do documento enviado ao TSE :

“[…] A isonomia, nos termos da lei, figura como uma espécie de igualdade qualificada, envolvendo critérios diferenciados a depender da representatividade que aquele partido ou candidato possuam”.

Para o partido, a negação de vinculação de informações da campanha do candidato pode configurar uma “distorção da disputa eleitoral” e, assim, “comprometer a lisura das eleições, a representatividade popular […] e a própria democracia”.

Certamente a negação de veiculação de informações da campanha de Lula configura uma “distorção da disputa eleitoral” e, assim, “comprometer a lisura das eleições, a representatividade popular […] e a própria democracia”.

Acompanhamos essas eleições sendo tuteladas descaradamente pelo judiciário , além da prisão arbitrária de Lula que tem sobretudo o caráter de arrancar do povo o direito do povo escolher em quem votar. A mídia compactuar com isso tudo apenas deixa ainda mais claro o avanço do bonapartismo desse judiciário.

O PT no entanto, que tem em seu DNA a conciliação de classes e o reformismo, e que durante seus 13 anos não combateu em nada nem o próprio judiciário quanto menos o imperialismo e a burguesia , mostrou na condenação de Lula que confiar no judiciário não é nem de longe a estratégia correta. É preciso lutar para garantir que o povo escolha em quer votar. Isso significa não alimentar nenhum traço de confiança nos golpistas e no próprio judiciário, que visa manipular cada vez mais profundamente as eleições.

No Jornal Nacional, a Globo, um dos grandes atores do golpe e de sua continuidade, informou que durante o período da campanha eleitoral não seriam veiculadas informações da campanha de Lula por ele estar preso. Este vem sendo aliás o argumento utilizado para uma possível impugnação de sua candidatura.

Lula oficializou sua candidatura como Presidente da República no último dia 2 de agosto. Ainda não se sabe se sua candidatura será impugnada pela existência da Lei da Ficha Limpa. O prazo final para o TSE divulgar a decisão é 17 de setembro.




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Direito do povo decidir em quem votar   /    TSE   /    Eleições 2018   /    TSE   /    PT   /    Lula   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar