Política

PRISÃO DE LULA

PF solicita transferência de Lula e reforça isolamento autoritário junto à Justiça

Em ofício "urgente", a Superintendência da Polícia Federal solicitou pedido de transferência para um estabelecimento prisional "adequado" para o cumprimento de sua pena, justificando que sua prisão estaria ocasionando "transtornos" inúmeros e altos gastos, sendo esta mais uma medida autoritária, agora da PF, contra o ex-presidente.

Fernanda Peluci

Metroviária de São Paulo e militante do Movimento Nossa Classe e Pão e Rosas

terça-feira 24 de abril| Edição do dia

Com o intuito de aumentar o isolamento de Lula das manifestações em apoio ao mesmo, que seguem sendo realizadas próximas à instalação da PF, a PF agora quer dificultar o direito do mesmo receber visitas, dificultar protestos contra sua prisão, avançando na arbitrariedade e dando seguimento à continuidade do golpe.

A PF também se refere ainda ao que chama de "grande dificuldade de manter os serviços à população" e à "possibilidade de episódios de violência" próximos à PF para justificar a medida. Os delegados também alegam que com a proximidade do 1 de maio a rotina da PF que já está alterada com a prisão tende a aumentar.

Não bastasse o avanço do autoritarismo da PF, também o Judiciário impediu agora o direito de Lula receber visitas, negando para o mesmo este direito constitucional elementar por considerá-lo uma figura pública sujeito à excepcionalidades. Não puderam realizar visitas o teólogo como Leonardo Boff, Dilma, Ciro, entre outros.

Um avanço do autoritarismo orquestrado por justiça e polícia contra o PT, sua principal figura política e também candidato com maior intenção de votos em 2018 para garantir com que os candidatos mais bem quistos pelo imperialismo sejam favorecidos neste ano eleitoral no Brasil para descarregar nas costas dos trabalhadores medidas mais duras de ataques contra os seus direitos do que o PT já vinha fazendo anteriormente.

Esta arbitrariedade da justiça e da PF é uma afronta aos direitos da população, e não podemos seguir permitindo que siga avançando o autoritarismo dessa Justiça e da PF contra direito do povo decidir em quem votar, que está acontecendo sem a menor resistência principalmente do próprio PT. Exigimos que o PT, pela via dos sindicatos e entidades estudantis que dirigem por todo país, deixem de confiar na "neutralidade" da Justiça e apostar na "institucionalidade", e organizem em cada local de trabalho e estudo um plano de lutas contra a prisão de Lula, a Reforma Trabalhista e em defesa do direito do povo decidir em quem votar.

Foto: AFP




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Julgamento de Lula   /    Operação PF contra Lula   /    Lula   /    Política

Comentários

Comentar