Política

Ciro Gomes

PDT de Ciro Gomes vota pela urgência de projeto que pode entregar 70% do pré-sal a empresários

Deputados do PDT de Ciro Gomes votaram junto com a direita nesta quarta-feira pela urgência de um projeto que permite a entrega de 70% do domínio da Petrobras do pré-sal ao capital.

quinta-feira 14 de junho| Edição do dia

Em entrevistas recentes como candidato à presidência pelo PDT, Ciro Gomes chegou a dizer que reavaliaria contratos de privatização da Petrobras, sinalizando ser contrário à política privatista que vem primando desde os governos do PT, e aprofundada pelo governo Temer, totalmente alinhada aos interesses de grandes multinacionais do petróleo, entregando as riquezas nacionais, em oposição aos interesses do povo brasileiro. Mas a prática do seu partido tem demonstrado o oposto de seu discurso, demonstrando nesta quarta-feira (13/06) estar do lado dos que querem defender os interesses imperialistas.

Entenda melhor a votação do projeto que permite vender o domínio de 70% do pré-sal a empresas privadas

Mostrando-se mais uma vez na prática favorável à política de privatização, os parlamentares do PDT de Ciro foram orientados a votar junto com MDB (ex-PMDB), DEM, PSDB, PPS, PSC, PRB, PR, PSD, PTB, entre outros, a proposta de urgência de votação de um projeto que abre para entrega do domínio do pré-sal em até 70%. Seguindo a orientação do partido, 11 deputados do PDT votaram a favor dos interesses dos grandes capitalistas, e apenas 4 contrários. PT, PCdoB, que outrora já foram responsáveis diretos por políticas de privatização, PSB (que levanta a privatização em São Paulo), e PSOL foram os únicos cujos parlamentares foram majoritariamente contrários ao projeto.


Fonte: (Ata da Sessão Legislativa de 13/06 - Reprodução)

A verdade é que o PDT de Ciro votou junto com a direita uma série de ataques aos trabalhadores, tendo vasto histórico na política burguesa de troca de favores e alianças. Como exemplo na história recente de que o PDT não é tão inimigo do MDB como pretende pintar nas entrevistas, logo após o golpe institucional de Temer, que prometia uma agenda de Reformas contra os trabalhadores para favorecer o capital,o PDT bateu recorde de alianças com o PMDB em todo o país nas eleições municipais de 2016. Ciro que já esteve com PSDB, depois com o PT, segue a lógica em que as conveniências políticas de alianças se sobrepõe a qualquer discurso. Apesar de tentar se pintar como alternativa à esquerda da política de ataques aos trabalhadores, sua história, e a prática política de seu partido têm demonstrado profundo alinhamento aos interesses do grande capital, contra o povo.

Deputado do PDT Estado Voto
Hissa Abrahão AM Sim
Julião Amin MA Não
Antonio Balhmann CE Sim
Leônidas Cristino CE Sim
Wolney Queiroz PE Sim
Ronaldo Lessa AL Não
Félix Mendonça Júnior BA Sim
Mário Heringer MG Sim
Sergio Vidigal ES Sim
Chico D´Angelo RJ Sim
Flávia Morais GO Não
Dagoberto Nogueira MS Sim
Assis do Couto PR Sim
Afonso Motta RS Sim
Pompeo de Mattos RS Não

Sim 11
Não 4

A única política consequente a um candidato que pretende se enfrentar contra Temer e os interesses do capital imperialista é defender uma Petrobrás 100% estatal sob administração dos trabalhadores, para que toda riqueza esteja a serviço do povo.




Tópicos relacionados

Pré-Sal   /    Ciro Gomes   /    Imperialismo   /    Privatização da Petrobras   /    Crise da Petrobrás   /    Política

Comentários

Comentar