Sociedade

VIOLÊNCIA POLICIAL

Operações da polícia mata 5 pessoas em 9h nas favelas do Rio hoje

Nesta terça-feira a Polícia Civil e Militar do Rio de Janeiro matou três pessoas na favela do Jacarezinho e duas na Rocinha. Um Entregador de jornal que voltava do trabalho foi baleado de raspão na cabeça

terça-feira 30 de janeiro| Edição do dia

A Polícia Civil do Rio de Janeiro promoveu na manhã desta terça-feira uma grande operação na favela do Jacarezinho, zona norte da cidade. A operação contou com aproximadamente 300 policiais de diversas delegacias que tinham por objetivo cumprir os mandados de prisão contra os integrantes da quadrilha que controla o tráfico na comunidade do Jacarezinho e contra os suspeitos dos assassinatos do delegado Fábio Monteiro e do policial Bruno Guimarães Buhler (Xingu). Foram 3 mortos no Jacarezinho mortos pela Polícia Civil e na Rocinha 2 mortos pela Polícia Militar.

O delegado Fábio Monteiro foi morto no início deste mês (12 de janeiro). Seu corpo foi encontrado em um carro, dentro de um porta-mala, na favela do Jacarezinho. Já Xingu morreu após ser baleado durante uma operação realizada na comunidade no mês de agosto do ano passado. Os moradores do Jacarezinho acreditam que a operação é uma retaliação diante da porte dos policias.

De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Civil do Rio de Janeiro, três pessoas foram mortas durante o confronto e até o período da tarde doze foram presas.

Ainda nesta manhã, a Polícia Militar do Rio de Janeiro, pelo sétimo dia seguido entrou em confronto na comunidade da Rocinha. Duas pessoas foram mortas e um entregador de jornal que estava voltando do seu trabalho foi baleado de raspão na cabeça. A violenta operação policial na Rocinha, Zona Sul do Rio de Janeiro, já soma 34 mortos segundo dados da PM, homens e mulheres que a policia identifica como criminosos e assassina sem direito a voz.

A suposta "política de combate às drogas" é na realidade uma política racista de combate aos pobres e negros, e tem significado repressão e insegurança à população. Como alvo nesta guerra no fim das contas quem mais sofre é a população negra, principal vítima dos disparos.




Tópicos relacionados

Racismo   /    Sociedade   /    Racismo   /    Violência Policial   /    Rio de Janeiro   /    Negr@s

Comentários

Comentar