#MRTnoPSOL

Nota conjunta do Coletivo Resistência Socialista e Coletivo Reage Socialista

quinta-feira 23 de julho de 2015| Edição do dia

Pela unidade dos socialistas contra os ataques do governo e de sua oposição de direita

Os mais recentes ataques aos direitos dos trabalhadores, a redução da maioridade penal por meio de mais um golpe de Cunha, o ajuste fiscal de Dilma e Levy e a contrareforma política, que ataca diretamente o conjunto dos partidos da esquerda socialista, toda essa conjuntura renova a necessidade da construção da frente de esquerda e da unidade dos socialistas.

Defendemos que o PSOL construa junto ao PSTU, ao PCB e a todos os lutadores da esquerda socialista uma frente para combater a contrareforma política de Cunha que não calará apenas o PSOL, mas o conjunto das organizações da classe trabalhadora.

Defendemos, ainda, que qualquer organização socialista deva ser prontamente aceita no PSOL, um partido que nasceu para abrigar as correntes da esquerda após a derrota do projeto do PT. Assim, na nossa opinião, nada justifica a negativa da Executiva do PSOL pelo pedido de imediata filiação do MRT.




Tópicos relacionados

#MRTnoPSOL

Comentários

Comentar