Política

LAVA JATO

No último dia antes do recesso, STF recebe delações da Odebrecht

Nesta segunda (19) os depoimentos dos 77 acordos de delação premiada da empresa Odebrecht chegaram ao STF. Eles foram prestados em vários estados ao Ministério Público Federal e encaminhados para a Procuradoria Geral da República.

segunda-feira 19 de dezembro de 2016| Edição do dia

Na foto, ministro Teori Zavascki.

O material foi levado para o Supremo Tribunal Federal, e estará à disposição do ministro Teori Zavascki. Após checagem de recebimento, o ministro vai homologar ou não as denúncias recebidas. A entrega dos documentos ocorre no último dia antes do recesso judicial, que deve durar até 1º de fevereiro.

As novas denúncias da Odebrecht para a Lava Jato ocorrem depois do conteúdo da delação premiada do ex-presidente de relações institucionais da Odebrecht ter sido tornado público. No seu relato, ele cita diversas vezes o nome do Presidente Michel Temer e outros da alta cúpula do governo.

Depois da última sessão do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki afirmou para os jornalistas que ainda não sabe o trabalho que vai encontrar pela frente, mas afirmou que vai se dedicar ao material em janeiro. De acordo com suas palavras ’’Agora em janeiro, eu vou me dedicar a isso. Mas no meu gabinete funciona, não é monotemático’’.

Mesmo com a votação da PEC 241/55, a Operação Lava Jato continua avançando contra o atual governo federal. Isto mostra que apesar dos ataques de Temer contra os trabalhadores e demais setores populares da sociedade e a troca ministerial feita pelo o presidente golpista, setores imperialistas e da ’’elite nacional’’’ ainda estão descontentes com o que já vem sendo feito e querem trocar os atuais políticos, por outros que sejam mais capazes de implementar os ataques.

Com informações da Folha de São Paulo




Tópicos relacionados

Odebrecht   /    Operação Lava Jato   /    Poder judiciário   /    Política

Comentários

Comentar