Sociedade

DIA DOS PAIS

No dia dos pais, muitas famílias são impedidas de comemorar pelo capitalismo

domingo 12 de agosto| Edição do dia

Datas comemorativas como "dia dos pais", "dia das mães" ou "dia das crianças" frequentemente têm uma origem que remonta a tentativas dos capitalistas de aquecerem o comércio para aumentar seus próprios lucros, como já mostramos em relação ao "dia dos namorados" inventado pelo pai de João Doria, publicitário.

Mas são também dias que temos a rara oportunidade de comemorar com familiares. Reproduzimos abaixo um depoimento de Marcello Pablito, trabalhador do bandejão da USP e pré-candidato a deputado estadual do Movimento Revolucionário de Trabalhadores (MRT), sobre essa data:

"Hoje é dia dos pais, dia que muitos aproveitam para fazer um churrasquinho, juntar a família, rir e se divertir com os seus. Rir naquele tempo minusculo que temos livre sob o capitalismo, indo e vindo do trabalho, passando pelo transporte lotado, precário. Mas é também um dia que milhões passam sem seus pais, perdidos por doenças facilmente curáveis que não foram curadas porque há cortes na saúde, outros que perderam seus pais pela violência e pelos assassinatos policiais que afeta principalmente os negros, sem falar no drama daqueles que saem do "norte" para procurar emprego no sudeste e sustentar suas famílias deixadas para trás, e nem falar do drama internacional dos refugiados, que tem até seus filhos separados dos pais.

Há mais de 150 anos, Marx e Engels já falavam no Manifesto Comunista sobre como o capitalismo interfere na vida das famílias trabalhadoras: "O palavreado burguês acerca da família e da educação, acerca da relação íntima de pais e filhos, torna-se tanto mais repugnante quanto mais, em consequência da grande indústria, todos os laços de família dos proletários são rasgados e os seus filhos transformados em simples artigos de comércio e instrumento de trabalho".

Nesse dia dos pais, desejo que todos possam passá-lo da melhor forma possível, mas também encontro a motivação para seguir lutando para que esse sistema de exploração e miséria deixe de existir e impedir a convivência humana plena e sem entraves."




Tópicos relacionados

Marcello Pablito   /    MRT   /    Capitalismo   /    Sociedade

Comentários

Comentar