Negr@s

ROCINHA

Moradores da Rocinha denunciam espancamentos e invasões por parte da PM

Pelo menos 25 moradores procuram a Corregedoria da PM e o MP (Ministério Publico), para registrar denuncias contra policiais militares do Bope e do Choque.

quinta-feira 19 de outubro| Edição do dia

Há relatos de invasões de casas, espancamentos e ate de moradores mantidos em cárcere privado pela PM. Todas as denuncias aconteceram após a saída das forcas armadas da favelas em 29 de Setembro.

As denuncias estavam sendo levadas ao trailer da corregedoria que estava Doria os moradores estão instalado na Rocinha. Entretanto o trailer só durou quatro dias, do dia 02 ao dia 06 deste mês. Sem o trailer da corregedoria os moradores estão procurando o MP diretamente.

Os depoimentos são alarmantes e demonstram o total abuso de poder por parte da PM. Em um dos depoimentos um jovem de 16 anos relata que voltava para sua casa quando foi abordado pela PM chamando-o de “aviãozinho do trafico”, deram um chute na sua boca e uma coronhada na sua cabeça, o jovem foi encaminhado para a UPA, coberto de sangue, onde recebeu pontos na cabeça. O jovem de voltava de um “bico” com seu pagamento do dia de R$80,00, teve seu dinheiro roubado.

Outro jovem, 26 anos, relata que ao voltar do trabalhão encontrou PMS revistando sua casa, eles disseram que estavam investigando uma denuncia, o jovem relata que quando os PMS saíram ele deu por falta de um vídeo game novo (que esta pagando ainda inclusive) e sua aliança de noivado.

O caso mais recente delatado na corregedoria é de uma jovem de 15 anos que havia saído de casa para comprar um açaí, quando voltava pra casa foi abordada pela PM, que solicitou seu celular, ela entregou, mas ainda assim os policiais deram tapas em seu rosto e chamaram de piranha.

Em declaração a PM afirma que o posto da corregedoria precisou ser remanejado, mas que voltara a Rocinha em breve. As informações é que o trailer voltou a Rocinha na manha da ultima quarta-feira (18).

A truculência da PM e o descaso do Estado mostram a face mais reacionária e elitista destes. A policia nas favelas como assassina da população preta e pobre recebe apoio do governo descaradamente, com a desculpa de erradicar a violência exterminam a juventude negra, agridem moradores. Com o discurso de “atira depois pergunta”, já são milhares de famílias que perderam seus filhos. As investigações que supostamente serão feitas não trarão a vida desses jovens de volta, não trarão o sossego de andar em paz na rua. Essas supostas investigações se ocorrerem não trarão justiça a essas família que vivem a mercê do estado elitista e da policia assassina.




Tópicos relacionados

Violência Policial   /    Negr@s

Comentários

Comentar