Sociedade

INVERNO

Marchezan faz piada com o inverno enquanto morador de rua morre de frio em Porto Alegre

No último domingo, quando as temperatuas baixaram bruscamente em Porto Alegre, um morador de rua morreu de frio na capital gaúcha. Na mesma noite o prefeito Nelson Marchezan Jr. (PSDB) fazia piada com o inverno nas redes sociais.

quarta-feira 19 de julho| Edição do dia

O prefeito de Porto Alegre Marchezan tem se esforçado em ser populista nas redes sociais. No último domingo ele fez uma "piada" sobre o frio e postou uma montagem do centro da cidade com um White Walker, ou Caminhante Branco, zumbis habitantes do norte gelado na série Game of Thrones.

Na mesma noite um morador de rua morreu, ao que tudo indica, de frio na capital gaúcha. A rua retratada na "piada" de Marchezan é justamente onde há um viaduto que é utilizado por dezenas de moradores de rua para se abrigar. A prefeitura já foi responsável, inclusive, por jogar no lixo os poucos pertences dos moradores do local para tirá-los dali.

A postagem gerou amplo repúdio nas redes sociais e inúmeras críticas. Para responder, a assessoria do prefeito fez uma série de outras postagens falando sobre a campanha do agasalho e sobre uma pequena ampliação de vagas em albergues da capital, o que ainda é completamente insuficiente para dar conta das milhares de pessoas que passam frio nas ruas da cidade pois não têm onde morar.

Vale lembrar ainda que o prefeito foi conivente com o violento despejo da Ocupação Lanceiros Negros, ocorrido também em uma noite bastante fria e deixando dezenas de famílias sem ter para onde ir. Além disso a prefeitura sucateia a Fundação de Assistência Social e Cidadania (FASC), deixando funcionários sem salários e preparando sua privatização.

O inverno costuma ser chuvoso na capital gaúcha, e todos os anos vemos centenas de pessoas com suas casas alagadas e perdendo tudo o tem. Todos os anos também vemos o poder público sem dar nenhuma resposta efetiva à população. Normalmente as famílias atingidas vivem em áreas de risco e a prefeitura não se move para alterar essa situação e não há políticas para garantir moradia digna para essas pessoas. Também as obras públicas que não terminam ou que jamais começaram são agravantes dessas tragédias.

O fato é que a política de Marchezan, aparentemente "assistencialista" é, na verdade, uma hipocrisia populista. Não resolve a fundo os problemas mais básicos que assolam a população trabalhadora. Ele ainda quer entregar o serviço de assistência social e também outros, além da gigante da Carris, nas mãos da iniciativa privada, precarizando ainda mais o atendimento à população para garantir o lucro do empresariado.




Tópicos relacionados

Enchentes   /    Marchezan   /    PSDB   /    Porto Alegre   /    Sociedade

Comentários

Comentar