Sociedade

REFORMA TRABALHISTA

Magazine Luiza já implementa a superexploração legalizada pela Reforma Trabalhista

O Magazine Luiza, grande rede de varejo no Brasil, já implementou o uso do contrato de trabalho intermitente, permitido pela reforma trabalhista. Os novos trabalhadores estão sendo contatados a R$ 4,50 a hora.

quinta-feira 7 de dezembro| Edição do dia

Apenas na Black Friday, 1,7 mil pessoas foram contratadas nesse modelo para reforçar as equipes de vendas.

Neste tipo de contrato, permitido pela reforma trabalhista, o trabalhador fica horas disponível ao patrão, mas só recebe pelas horas que haver trabalho de fato, sem ter direito a seguro desemprego, férias ou 13º. E, o mais alarmante: o valor por hora trabalhada oferecido pelo Magazine Luiza é de R$ 4,50, e ainda é sem direito a almoço e transporte.

É preciso organizar a resistência em cada local de trabalho contra essa orquestra infernal da reforma trabalhista, um ataque gigantesco às condições de vida de milhões de pessoas.

Precisamos exigir das centrais sindicais, em cada local de estudo e trabalho, que parem de silenciar a vontade de lutar dos trabalhadores e coloquem todo seu aparato material para a luta contra as reformas e o governo. Não podemos admitir que as vidas de nossos familiares, amigos, filhos e netos esteja nas mãos dos capitalistas que querem fazer com que deixemos nossas vidas no trabalho.

Nossas vidas valem mais que o lucro deles!




Tópicos relacionados

Reforma Trabalhista   /    Direitos Trabalhistas   /    Sociedade   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar