BANCOS LUCRANDO POPULAÇÃO SOFRENDO

Lucro do Itaú em 2018 é o maior da história dos bancos do país

Crise para quem? O lucro do Itaú em 2018 no valor de R$ 25 bilhões é o maior resultado alcançado por um banco de capital aberto em toda a história do país. Ao mesmo tempo, Candido Bracher, presidente do Itaú, falou que a proposta de Bolsonaro para a previdência que coloca em 65 anos a aposentadoria tanto para homens quanto para mulheres era “muito boa”.

terça-feira 5 de fevereiro| Edição do dia

O lucro do Itaú em 2018 cresceu 4,2% em comparação com o lucro do ano anterior. O resultado foi histórico também em comparações com o lucro contábil registrado pelo banco no 4º trimestre do ano, na marca de R$ 6,206 bilhões. Ambos os recordes anteriores também eram do Itaú.

O Bradesco também teve um lucro que superou em 30,19% o do ano anterior e o Santander em 52%. O Santander Brasil é o principal local de atuação da empresa espanhola no mundo todo e vem registrando forte crescimento.

Os números indicam que mesmo com a crise que passa o Brasil e assola milhões de trabalhadores e a juventude com um desemprego de 28% e aumento da carestia de vida, os banqueiros continuam aumentando seus lucros . O mecanismo do pagamento da dívida pública favorece a retirada das riquezas do país para que vá para grandes bancos e financistas.

O presidente do Itaú, Candiido Bracher, se posicionou hoje (05) em defesa da proposta apresentada por Bolsonaro que prevê aposentadoria de 65 anos tanto para homens quanto para mulheres. Para ele, caso aprovada a proposta, “o Brasil poderá ter um crescimento sustentável por muito tempo, caso as mudanças não forem aprovadas, o mercado sofrerá com uma forte frustação.” Ou seja, aprovar as reformas para manter os lucros crescentes e bilionários do Itaú e crescente pressão do mercado para aprová-las o mais rápido possível.




Tópicos relacionados

Itaú   /    Bancos   /    Reforma da Previdência

Comentários

Comentar