VIOLÊNCIA POLICIAL

Jovem da Cidade de Deus é baleada na cabeça pela polícia sanguinária de Witzel

Mais uma

segunda-feira 25 de maio| Edição do dia

A polícia sanguinária de Witzel fez mais uma vítima hoje na Cidade de Deus. Bianca, de 22 anos, foi baleada na cabeça. Porém, socorrida às pressas e levada a UPA, a jovem encontra-se fora de perigo segundo relato de seu companheiro.

Ainda que não tenha se tornado uma vítima fatal da política racista e genocida de Witzel, Bianca se soma a lista de vítimas das operações policiais recentes que culminaram nas mortes de João Pedro e João Vitor.

Mesmo em meio à pandemia, e sua demagogia em torno da "defesa das vidas", Witzel reafirma seu caráter genocida e racista levando o terror às comunidades, que já tem de enfrentar o abandono em relação a falta de assistência médica e a falta de renda para se manterem.

Os negros das comunidades e morros cariocas estão encurralados pela letalidade do vírus nas favelas, fruto das condições precárias de vida, e pela letalidade da polícia carioca, que não dá trégua mesmo nesse contexto. Contra essa nefasta realidade, defendemos a auto-organização dos moradores, como vemos em diversas ações de solidariedade que se organizam, desde a distribuição de cestas a conscientização, mas também para exigir a justiça contra esses casos brutais de assassinato da juventude negra pela polícia.

Basta de operações policiais nos morros cariocas!




Tópicos relacionados

Wilson Witzel   /    Rio de Janeiro   /    [email protected]

Comentários

Comentar