Internacional

XENOFOBIA

Itália barra entrada de navio com 141 imigrantes resgatados no mar

O resgate de 141 imigrantes no litoral da Líbia, após a recusa da Itália em recebê-los, teve que aguardar 4 dias para chegar a uma resolução entre os países da UE de qual destino para os imigrantes.

terça-feira 14 de agosto| Edição do dia

A Itália se recusou a receber nesta segunda feira (13) a embarcação humanitária Aquarius com 141 imigrantes que foram resgatados na tentativa de travessia rumo a Europa.

Nas palavras de seu ministro do Interior,Matteo Salvini: "Propriedade alemã, fretada por ONGs francesas, tripulação estrangeira, em águas maltesas, que exibem a bandeira de Gibraltar. Ele [navio] pode ir para onde quiser, não para a Itália!".

Parte do novo governo de extrema-direita que assumiu a Itália em junho, Salvini classificou as embarcações de resgate humanitário de "serviços de táxi", acusando-os de auxiliar no tráfico de pessoas.

"Impeçam os traficantes de pessoas e seus cúmplices, #portosfechados e #coraçõesabertos", acrescentou Salvini

Impedido de atracar na Itália, a embarcação teve de permanecer 4 dias no aguardo de um destino. No período as demais nações da UE chegaram num acordo para distribuir os imigrantes, que serão distribuídos entre França, Alemanha, Luxemburgo, Portugal e Espanha, informaram os governos maltês e francês, de origem da embarcação.




Tópicos relacionados

Imigrantes   /    Refugiados   /    Europa   /    Internacional

Comentários

Comentar