Sociedade

REPRESSÃO AO GRAFITE EM SP

Grafiteiro Mauro Neri é preso em São Paulo

Mauro Neri é um dos curadores do mural da 23 de maio que vem sendo apagado pela gestão de João Doria. Ele foi detido nessa sexta-feira, 27, e levado para a Delegacia de Crimes Ambientais na Avenida São João por estar fazendo um grafite na cidade sem ter autorização da prefeitura.

sexta-feira 27 de janeiro de 2017| Edição do dia

FOTOS: Facebook de Mauro Neri. Foto de capa: Marina Barbosa

Membro dos coletivos Veracidade e Coletivo Imargem, e um dos curadores do mural de grafite da 23 de maio, o maior da América Latina e que vem sendo coberto de cinza pela gestão de João Doria, Mauro Neri foi detido nessa sexta-feira.

Essa medida é a concretização da política de repressão de Doria ao grafite, que, além de apagar as obras feitas na cidade, agora está enquadrando em crimes ambientais os artistas que desobedeçam sua determinação de que não é permitido fazer intervenções artísticas não autorizadas.

Nos solidarizamos com Mauro Neri e nos somamos aos que exigem sua imediata libertação!

Diana Assunção, editora do Esquerda Diário esteve na delegacia para denunciar esse absurdo:




Tópicos relacionados

Grafite   /    João Doria   /    Sociedade   /    São Paulo (capital)   /    Cultura

Comentários

Comentar