Sociedade

JULGAMENTO DE LULA

Forte aparato repressivo impede direito de manifestação contra condenação de Lula

A polícia militar do governo Sartori no Rio Grande do Sul organizou um forte aparato repressivo que impede a passagem de manifestantes nas proximidades do Tribunal onde ocorre o julgamento de Lula.

quarta-feira 24 de janeiro| Edição do dia

Foto: Luciano Luz/Mídia NINJA

Imagens mostram o que já se tronou um clássico de um Estado cada vez mais repressivo. Um forte aparato policial fecha avenidas ao redor do 4º Tribunal Regional Federal em Porto Alegre, impedindo o direito de manifestação dos que estão nas ruas contra a condenação arbitrária de Lula.


Foto: Mídia NINJA

O cerco de longo alcance impede que os manifestantes sigam em direção ao Tribunal para serem ouvidos. Com a falácia de que não se trata de um julgamento político, a polícia, bem como o governo Sartori e a grande mídia insistem na "neutralidade" do processo, que na prática coloca a polícia na rua para mas uma demonstração dos objetivos do Estado com esse julgamento: mais arbitrariedades, agora avançam contra Lula para aprofundar a ofensiva contra a organização dos trabalhadores e movimentos sociais.


Foto: Gustavo Mansur/Mídia NNJA


Foto: Danilo Quadros




Tópicos relacionados

Julgamento de Lula   /    Lula   /    Repressão   /    Sociedade   /    Violência Policial   /    Política

Comentários

Comentar