Política

VACCAREZZA ABANDONA PT

Ex-líder do PT na Câmara declara apoio a Russomano

Em mais um típico acordo de gabinete da política dos patrões, o ex-líder do PT na Câmara dos Deputados durante os governos de Lula e Dilma, Candido Vaccarezza, abandonou o barco naufragante dos petistas e vai migrar para o PTB, além de ter declarado seu apoio à candidatura de Celso Russomano na disputa à prefeitura paulistana, a quem classificou como “o melhor candidato”.

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

terça-feira 16 de agosto| Edição do dia

Vaccarezza foi investigado na Lava-Jato após Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, ter afirmado em sua delação premiada que atuou como mediador para que dinheiro da construtora Camargo Corrêa fosse repassado para Vacarezza na eleição em 2010. O inquérito foi arquivado e ele nega as acusações.

Para refutar a mediação de Machado, o próprio Vaccarezza afirmou: "Em 2010, eu procurei vários donos de empresas, conversei com vários, e tive doação de várias empresas direto na minha conta. Eu procurava direto as empresas, não precisava de intermediário. Até porque, vocês mesmo já noticiaram várias vezes, relações diretas minhas com empresários". Ou seja, como os demais políticos a serviço dos patrões, ele sequer tem vergonha de declarar publicamente suas relações promíscuas de financiamento para defender os interesses deles. Em março desse ano, o TRE rejeitou sua prestação de contas da eleição de 2014, quando foi derrotado na tentativa de se reeleger à Câmara Federal.

Vaccarezza passou de mala e cuia para o campo dos golpistas, e nega ter havido um golpe institucional no país. Afirmou ainda que é "responsabilidade de Dilma" o afastamento do PMDB do governo. Ele é mais um exemplo do ninho de cobras que o PT armou para conseguir a “governabilidade” que o manteve governando para os ricos e empresários por treze anos, e que agora se voltou contra ele para poder colocar os golpistas e seus ataques mais duros no poder.

Contra todos esses, construímos decididamente uma campanha que seja a voz das lutas dos trabalhadores, jovens, LGBTs, negros e indígenas. #UmaVozAnticapitalista com independência dos patrões e seus esquemas.




Tópicos relacionados

Política

Comentários

Comentar