Política

CORONAVIRUS EM PE

Enfermeiros da rede pública de PE denunciam falta de EPI e insumos básicos para lidar com o COVID-19

Enfermeiros denunciam situação precária nos hospitais da rede publica de Pernambuco.

quarta-feira 18 de março| Edição do dia

Segundo denuncia de enfermeiros da rede estadual, esta faltando álcool, mascaras e sabão nos hospitais, em tempos de coronavirús é imprescindível estes EPi’s para o trabalho nestas unidades, para além deste agravante os serviços seguem protocolo para uso destes EPi’s no atendimento a população.

Devido a isto a categoria ameaça paralisar as atividades a partir da segunda feira dia 23, o sindicato (Seepe) informou que irá manter 50% do efetivo nos hospitais caso a greve seja deflagrada. Segundo a presidenta do Seepe, Ludmila Outtes, haverá uma reunião nesta quarta feira dia 18 que irá decidir se o indicativo de greve ocorrerá.

Cada vez mais, a crise do Coronavirus vem mostrando o processo de precarização que vem sofrendo os sistemas de saúde pública. Em Pernambuco a situação não é diferente. Com 18 casos confirmados, o estado tem tido grande dificuldade para lidar com a pandemia. É o 4º estado com mais casos, além disso, tem um navio todo em quarentena, atracado no Recife.

Além de expor a saúde dos próprios profissionais, a precariedade também compromete a segurança dos pacientes, tanto os com corona quanto com outras enfermidades. Nessa situação é necessário urgentemente garantir os insumos necessário para que os trabalhadores da saúde possam trabalhar com segurança. Também é necessário a nova contratação de trabalhadores para que quem está salvando vidas possa estar em plenas condições físicas, mentais e emocionais para atender a população, de modo que se estabeleça escala de trabalho ou a diminuição da carga horária imediatamente. É um absurdo que em um estado com 16% de desempregados que não haja nenhuma contratação. Também é necessário o investimentos em mais leitos para dar conta da crise! Esse investimento só será possível com a revogação do teto de gastos e o não pagamento da dívida pública!




Tópicos relacionados

Pernambuco   /    Recife   /    Coronavírus   /    Política

Comentários

Comentar