PROFESSORES MUNICIPAIS EM GREVE SP

Dória dá golpe em servidores e marca sessão extraordinária para meia noite

Dória tenta dar um golpe nos servidores públicos e marca sessão extraordinária à Meia noite e cinco (!) com a intenção de votar em primeira instancia o SAMPAPREV, para não enfrentar os professores em greve contra essa medida.

terça-feira 20 de março| Edição do dia

Dória quer aprovar o SAMPAPREV a todo custo. Essa medida é uma reforma da previdência a nível municipal que descontará 14% do salário dos servidores públicos municipais. Mais de 90% da categoria de professores e alguns setores de servidores estão em greve contra essa medida desde o dia 8 de março.

Na semana passada, dia 15, mais de 60 mil pessoas fizeram um ato em frente a Câmara Municipal de São Paulo depois de serem brutalmente reprimidos no dia anterior. Hoje (20), mais um ato está sendo chamado pelos professores pela ameaça de votar essa medida. A tendência é que o ato se estenda para o ato de Marielle e que haja vigília até o horário marcado para a votação, a meia noite.

Apesar desse golpe do Dória, os professores disseram que não tem arrego e que o SAMPAPREV não vai passar! Estão com toda energia e garra para defender seus diretos e impedir que Dória descarregue a crise nas costas dos trabalhadores.

Por nenhum direito a menos, Contra o SAMPAPREV e os ataques do governo. Não tem arrego!




Tópicos relacionados

Greve Professores Municipais SP   /    Sampaprev   /    Professores São Paulo   /    João Doria   /    Reforma da Previdência   /    Greve professores SP   /    São Paulo (capital)

Comentários

Comentar