Política

CRISE POLÍTICA

"Crise econômica no Brasil não existe" diz o Temer das reformas antes do G20

sexta-feira 7 de julho| Edição do dia

Em Hamburgo aonde ocorre o G20, o presidente golpista Temer afirmou aos jornalisas que a "Crise econômica no Brasil não existe", demonstrando imensa auto-estima e falta de senso da realidade sobre seu próprio governo que acumula 13 milhões de desempregados tem tido como resposta reformas da previdência e trabalhista que vão aumentar este número e piorar as condições de vida da população.

O presidente golpista disse ainda sobre seu governo que "pode levantar os dados, que você verá que nós estamos crescendo no emprego, estamos crescendo na indústria, estamos crescendo no agronegócio", trocando as bolas dos indicadores que mostram na realidade uma desaceleração da queda do emprego e da indústria, como se fossem indicadores de crescimento destes setores que acumularam perdas nos últimos dois anos, incluído aí um ano de governo golpista.

Temer aliás tem mostrado facilidade em distorcer todo tipo de dados. Um recessão prolongada na economia virou "crescimento", assim como um inquérito envolvendo o presidente e seus principais assessores também virou "uma peça de ficção" na boca do presidente golpista, que perguntado se a crise política afeta a crise econômica no Brasil, disse que "não" balançando o dedo.

Se a crise econômica não existe no Brasil, então porque o governo insiste com reformas antipopulares e em especial contra os trabalhadores como a reforma da previdência e trabalhista? A resposta é simples, para o governo a crise deve ser descarregada nas costas dos trabalhadores e desta forma ela parra de existir para os de cima os corruptos da casta política e os empresários que mandam neste jogo como seu balcão de negócios.

Pode te interessar: Protestos anticapitalistas se multiplicam em Hamburgo contra cúpula do G-20

Foto: Kai Pfaffenbach / Reuters




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Crise no governo   /    Política

Comentários

Comentar