Mundo Operário

RODOVIÁRIOS PORTO ALEGRE

Campanha pela readmissão dos rodoviários POA entra em nova fase

segunda-feira 19 de outubro de 2015| Edição do dia

Em 2014 Porto Alegre parou. Os rodoviários da cidade de Porto Alegre demonstraram que é possível enfrentar a patronal de forma efetiva, com uma luta forte e pela base. Mas também mostraram para o conjunto de toda a classe trabalhadora aos moldes que fizeram os garis da cidade do Rio de Janeiro, que é possível também, a partir de uma mobilização da base, atropelar as burocracias sindicais que se encastelam nas direções dos sindicatos, servindo como correia de transmissão da patronal e garantir uma real luta contra os ataques dos patrões.

Porém, sabemos que a patronal e as burocracias sindicais estão de mãos dadas sempre para sistematicamente enterrar a mobilização e a luta dos trabalhadores. Diante da luta histórica dos rodoviários de Porto Alegre que nos mostrou que é possível sim resistir e lutar, a patronal mesmo cedendo algumas reivindicações dos rodoviários não deixou barato. Após encerrado a greve os patrões de forma rasteira e bandida conseguiram demitir os principais rodoviários que estavam a frente do movimento grevista. A classe trabalhadora esta acostumada historicamente com este tipo de perseguição, mesmo em pleno século XXI, após conquistas históricas da classe trabalhadora pela livre organização e o direito a greve ainda vemos este tipo de prática por parte dos patrões. Sabemos também que, isso só ocorreu, pois a greve dos rodoviários representou historicamente uma grande ameaça aos interesses dos patrões e também demonstrou a capacidade da classe de organizar a luta a revelia das burocracias sindicais e isso sim, coloca medo.

As demissões ocorreram, mas os rodoviários não baixaram a cabeça. Começaram então uma forte campanha para a readmissão dos trabalhadores demitidos. Esta campanha continua e não ira cessar ate que todos os trabalhadores sejam readmitidos. Mas ainda assim os rodoviários de Porto Alegre enfrentam outras duras dificuldades. Diante das demissões os trabalhadores rodoviários enfrentam a partir de agora, outro problema que é a questão financeira, já que não possuem mais seus vencimentos para garantir condições mínimas para sua sobrevivência e também para permanecerem na luta.

Diante disso, em meio ao processo de luta, surgiu no seio do movimento dos rodoviários um comitê pela readmissão dos trabalhadores demitidos. Este mesmo comitê vem organizando a luta pela readmissão dos trabalhadores, como também neste momento organizando uma campanha financeira para garantir a sobrevivência dos trabalhadores demitidos. A intenção é comprometer financeiramente as organizações de esquerda, centrais sindicais de luta, sindicatos e movimentos sociais para que possam estar contribuindo com o movimento e garantir condições para que estes trabalhadores possam continuar na luta.




Tópicos relacionados

#Readmissãojádosrodoviários   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar