Sociedade

LUTA SAÚDE RIO

Atividade de greve de CAPS AD do Rio traz como tema Saúde e Saúde Mental da População Negra

sexta-feira 1º de dezembro| Edição do dia

Com 30% de funcionamento e 70% de atividades de greve de ocupação, o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS AD) Mané Garrincha convida a todos para resistirmos e lutarmos juntos, participando da sua 1ª roda de conversa sobre Saúde e Saúde Mental da População Negra.

Desde agosto os profissionais e usuários da saúde pública do Rio lutam contra o prefeito bispo Crivella. Com salários atrasados e sem previsão de pagamentos, os profissionais resistem aos cortes no orçamento da saúde e às mentiras do prefeito com negociações que não se efetivam na prática. A luta segue pela regularização dos salários atrasados, contra a falta de medicamentos, contra a demora do SISREG, contra a falta de insumos, contra o corte de verba para saúde, contra o fim do atendimento da saúde bucal nas clínicas da família e contra o fechamento das Clínicas da família e Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

Os calendários de greve contam com reuniões, atos, assembleias unificadas e de categorias, e diversas outras atividades diárias. A roda de conversa do CAPS AD Mané Garrincha contará com a participação da aluna Fabyane Soares militante antirracista, graduanda do curso de Serviço Social da UERJ, universidade popular pioneira no sistema de cotas, que também encontra-se em greve em resposta aos ataques do governo.

Todo apoio a luta da saúde! Todo apoio a Luta da UERJ! Nossa saúde e nossa educação valem mais que o lucro deles.




Tópicos relacionados

Marcelo Crivella   /    Saúde Mental   /    Sociedade   /    Saúde   /    Rio de Janeiro

Comentários

Comentar