Mundo Operário

GREVE DA USP

Apoio do movimento Nossa Classe Educação à greve dos trabalhadores da USP

Nós professores e trabalhadores da educação do Movimento Nossa Classe Educação nos posicionamos em favor da greve dos trabalhadores da USP e contra a privatização e terceirização do Hospital Universitário.

quinta-feira 21 de junho| Edição do dia

Hoje os trabalhadores e estudantes da USP que estão em um momento decisivo da sua greve, que já chega no 14º dia, desde 07/06, contra os ataques da reitoria e da burocracia universitária, terão uma importante reunião de negociação às 17h. Os trabalhadores estão reivindicando o pagamento dos dias parados na greve de 2016, pra defender que nenhuma família precise ficar sem sustento quando os trabalhadores saírem em luta, assim como a não punição aos lutadores e lutadoras, além de outras pautas igualmente importantes para a defesa da universidade como a contratação via concurso público de trabalhadores para o Hospital Universitário e Centro Saúde Escola, o reajuste dos benefícios (vale alimentação e vale refeição) e pelo fim do assédio moral e sexual na USP.

Assim como a escola pública, a Universidade Pública também está sob ataque ainda mais duro no governo golpista, sendo um importante alvo da política privatista e da terceirização, por isso a greve é tão importante como forma de resistir ao desmonte dos serviços públicos e aos ataques das burocracias que atuam em defesa dos interesses dos governos golpistas e dos capitalistas. Esses que não se importam com o povo pobre e contraditoriamente ao mesmo tempo que desmontam as escolas e universidades públicas alegando crise financeira, seguem pagando um trilhão por ano para enriquecer os donos da dívida pública que só continua amentando.

Nós professores e trabalhadores da educação do Movimento Nossa Classe Educação, construído por militantes independentes e do MRT – Movimento Revolucionário dos Trabalhadores, expressamos nosso total apoio a essa greve e nos posicionamos contra as medidas privatistas da Reitoria e do Governo Estadual de Marcio França do PSB, que querem entregar a USP e o Hospital Universitário. Pela devolução imediata dos salários cortados!




Tópicos relacionados

Hospital Univeristário da USP   /    SINTUSP   /    USP   /    Mundo Operário

Comentários

Comentar