LULA

A “resistência” petista que promete recuperar o país com palavras bonitas e referência a Dom Pedro I

terça-feira 24 de julho| Edição do dia

Em recente carta ao presidente do Sindicato de Metalúrgicos do ABC, o ex presidente Lula diz que vai criar o “Dia do Volto”, em alusão ao "Dia do Fico", quando Dom Pedro I se negou a retornar para Portugal para permanecer no Brasil em 1822. Fora o trocadilho ruim, existe a enorme diferença de que Lula hoje não se encontra em posição de decidir muita coisa - preso desde 7 de Abril, onde pouco tempo antes armou um grande espetáculo com direito a discurso declarando o por quê se entregaria sem resistência à PF e com a seguinte declaração: “Eu não sou um ser humano, sou uma ideia. E não adianta tentar acabar com as ideias”.

O conteúdo da carta tem o mesmo sentido: Lula aparece como uma espécie de “herói”. "O imperador Dom Pedro I criou o Dia do ’Fico’. E eu vou criar o Dia do ’Volto’ para, junto com o povo, fazer o Brasil feliz outra vez", "Diga bem alto para todo mundo que sou candidato porque tenho certeza que vou recuperar o Brasil, recuperar empregos, salários, escolas, saúde, autoestima, dignidade e a soberania do nosso povo". O falatório petista realmente se mostra como uma espécie de ideia, já que nada fala sobre como resolver a profunda crise que vivemos. Pede que o povo tenha fé em Lula, pois ele sabe aquilo que deve ser feito. Será mesmo?

O primeiro passo para combater o avanço do Judiciário bonapartista era sair do plano das ideias e colocar a CUT, maior central sindical do país a qual eles dirigem, para organizar uma greve geral nacional atacando os capitalistas. A resistência petista é nas palavras: melhor arriscar no jogo da burguesia do que fomentar a mobilização dos trabalhadores e perder seu posto consagrado de “pata esquerda” desse regime que vem ruindo.

Se depender apenas de palavras, esse “Dia do Volto” será mais um “Dia do Fico”, mas, dessa vez, é ficar preso mesmo e sem possibilidade de se eleger. E, se depender do PT, sem enfrentar o Judiciário, sem nenhuma resistência das massas, sem greves, sem nada.




Tópicos relacionados

Prisão de Lula   /    Julgamento de Lula   /    PT   /    Lula

Comentários

Comentar