Educação

TRIBUNA ABERTA

A greve continua

Relato de uma professora em greve do Rio Grande do Sul - Cleusa Werner - 20° núcleo do CPERS

domingo 17 de setembro| Edição do dia

Porque não voltar a dar aulas Segunda feira?? Os motivos que nos levaram a fazer a greve deixaram de existir? Acabou o parcelamento do salário e 13° Haverá a reposição de nossas perdas?

O governo se compromete a pagar em dia, nos próximos meses, conforme o artigo 35 da constituição Estadual?

O governo retirou os projetos que tramitam na assembleia Legislativa que sacramentam a ilegalidade e aprofundam a retirada de direitos do trabalhador?
Em nossas visitas nas escolas, não é raro encontrarmos cartazes e faixas fazendo apelo à falta de respeito deste governo para com a educação e o povo gaúcho.

Quero refletir com nossos colegas, o significado da palavra RESPEITO, diferente da palavra MEDO. Respeito se conquista, pela trajetória de importância que atribuímos a algo pelo seu valor em nossas vidas e medo, este, se impõe, pela dependência, pela força e pela ignorância.

Todos sabemos que nós, educadores, temos um papel social de muita importância para a formação da sociedade e as novas gerações, não podemos mais fazer de conta que não está acontecendo nada de grave ou que o problema é do outro, precisamos enfrentar o medo, precisamos nos ajudar a superar nossas limitações e exigir respeito, por nós, pelos nossos filhos, alunos e familiares, não temos o direito, pelo papel social de nossa profissão, de nos atemorizar e roubar das gerações mais novas o direito de sonhar com um mundo mais justo e igualitário.

Precisamos nos manter Unidos em torno de nossas reivindicações e nos dar forças para de uma vez por todas possamos mudar este quadro em que transformaram nossa profissão!!




Tópicos relacionados

cpers   /    Sartori   /    Crise gaúcha   /    Educação

Comentários

Comentar