Política

PRIVILÉGIOS

28 milhões desempregados e Temer dá aumento de R$5.500 para cada juiz

Enquanto 28 milhões estão desempregados, desistiram de procurar emprego ou estão sub-empregados, para o judiciário não há crise. Seus salários foram aumentados em 16,38% em troca de abrirem mão do auxílio-moradia.

Diana Assunção

São Paulo | @dianaassuncaoED

quarta-feira 29 de agosto| Edição do dia

Hoje ocorreu uma reunião do presidente golpista com Cármen Lúcia e Toffoli para fechar os detalhes dos rendimentos dos privilegiados juízes. O judiciário agora contará com um aumento de 16,32%, resultando em R$ 5,5 mil a mais para cada juiz.

Houve intensa negociação entre Temer e os ministros do Supremo nesta tarde para decidir se o aumento seria através da incorporação aos salários do auxílio-moradia de R$ 4,7 mil ou se haveria o aumento de 16,32% que os juízes deram a si mesmos, resultando em R$ 5,5 mil a mais para cada um. No fim decidiram pela maior quantia.

Os privilégios dos juízes são intermináveis. Muitos ganham até R$ 100 mil por mês. O Estado brasileiro concede a eles essa condição de vida de príncipes para que melhor possam representar os interesses da elite nacional e estrangeira. Esses nobres oligarcas são eleitos por ninguém, não respondem a ninguém fora eles mesmos e ainda vários deles fazem cursos e "estágios" nos EUA. De volta ao Brasil, ganham uma fortuna e atuam politicamente para favorecer os empresários.

Soltam os empresários e políticos amigos, se recusam a investigar empresas estrangeiras, condenam com powerpoint e agora estão manipulando as eleições para que Lula não possa se candidatar e possam assim dar melhores condições a quem defenda o legado de ataques de Temer em uma intensidade e rapidez maior do que o PT vinha fazendo.

Defendo intransigentemente o direito da população poder votar em quem quiser, inclusive em Lula e no PT. Ao mesmo tempo não apoio o voto em Lula e no PT que abriu caminho a todo golpismo, aliando-se à direita reacionária, assumindo e encobertando os métodos de corrupção próprios do capitalismo, fazendo ajustes contra a classe trabalhadora no governo Dilma e dando mais e mais poder aos príncipes do judiciário.

Nas mãos destes privilegiados juízes nunca se terá justiça e julgamento verdadeiros dos escândalos de corrupção. Defendo que todos casos de corrupção sejam julgados por júri popular e que todos juízes e políticos sejam eleitos, revogáveis e ganhem o mesmo salário que uma professora.

Esse programa é parte da luta por uma Assembleia Constituinte Livre e Soberana que debata não somente como se livrar do golpismo do judiciário, das medidas de Temer, mas também em como dar uma resposta de fundo a cada problema político, social e econômico no país, rompendo com o roubo do país pela dívida pública e tomando medidas para acabar com o desemprego. Em uma Assembleia como esta os revolucionários lutaríamos para mostrar a necessidade de impor um governo operário de ruptura com o capitalismo, única maneira de dar uma resposta de fundo a toda podridão do capitalismo e seu regime político no país.




Tópicos relacionados

Governo Temer   /    Poder Judiciário   /    Política

Comentários

Comentar