www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 25 de Noviembre de 2020
11:48 hs.

Twitter Faceboock
MEIO AMBIENTE
Pantanal chega a recorde histórico em área devastada pelos incêndios
Lara Zaramella

Já são quase 33 mil km² atingidos pelo fogo no Pantanal somente neste ano de 2020, área equivalente à soma do território do Distrito Federal e do estado de Alagoas. Somente no mês de setembro 14% do bioma foi devastado. Enquanto isso o agronegócio segue lucrando com conivência e proteção do governo.

Ver online

Foto: GUSTAVO BASSO/NURPHOTO VIA GETTY IMAGES

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), 14% da área do Pantanal foi queimada apenas no mês de setembro deste ano, atingindo quase 33 mil km² em 2020, equivalente à soma do território do Distrito Federal e do estado de Alagoas. Este é o recorde de maior área queimada do bioma na história do país.

Análises feitas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), parceira do Inpe no monitoramento da área queimada do bioma, 26% de todo o Pantanal já foi consumido pelo fogo de janeiro a setembro deste ano. Desde o início do ano até agora são mais de 32.910 foco de queimadas no bioma, quando no mesmo período no ano passado foram 6.476 focos.

É absurdo o impacto ambiental causado por estas queimadas, atacando o meio ambiente, espécies de animais, inclusive muitas em extinção, áreas indígenas, afetando a temperatura média do país e região, produzindo chuva preta e fumaças que já alcançaram mais de 4 países ao redor.

Pode te interessar: Gilson Dantas: "A devastação do Pantanal pelo capitalismo pode ser irreparável"

A sede pelo lucro capitalista do agronegócio é interminável e tem levado à destruição da natureza, do planeta e do futuro. Já nos últimos anos e governos o agronegócio veio se fortalecendo no cenário nacional, ganhando mais privilégios, direitos e prioridade para ocupação de terras, mesmo que isso significasse a devastação ambiental. Com o governo Bolsonaro esse cenário só se aprofunda, ano passado a Amazônia esteve com focos de queimadas em inúmeras extensões de terra, agora o Pantanal atinge recordes de queimadas. Tudo isso garantindo a manutenção das atividades agropecuárias, sem investigação nem punicação, apesar de já ter sido anunciado que os incêndios no bioma do Pantanal foram provocados em grandes latifúndios.

O capitalismo já demonstrou em diversos anos, países e momentos como em nome de aumentar o lucro destrói a natureza e biomas inteiros. Diante disso a luta e causa ecológica precisa estar vinculada à luta anticapitalista, questionando o agronegócio, as atuais práticas devastadoras de produção e os governos que protegem e defendem estes setores, sendo coniventes com a destruição do meio ambiente.

Pode de interessar: A crise ecológica no Pantanal: Quais respostas são necessárias?

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui