www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Domingo 29 de Noviembre de 2020
14:23 hs.

Twitter Faceboock
SAÚDE
Em SP, mais de 10% da população estão na fila de espera por exames na saúde pública
Redação

Antes mesmo do início da pandemia de covid-19, quase 1,3 milhão de paulistanos já estavam aguardando para realizar um exame, cirurgia ou passar por uma consulta com especialista - cerca de 10% da população.

Ver online

UBS Jardim Tietê I, em São Mateus, Zona Leste da capital. Foto:Juliana Cardoso

Antes mesmo do início da pandemia de covid-19, quase 1,3 milhão de paulistanos já estavam aguardando para realizar um exame, cirurgia ou passar por uma consulta com especialista - cerca de 10% da população. A fila da saúde aumentou 70% em relação a 2016, quando 753 mil pessoas estavam na mesma espera.

Ao longo desse período, a cidade "perdeu" 1.152 profissionais, que deixaram de atender em Unidades Básicas de Saúde (UBSs), prontos-socorros e ambulatórios de especialidades, entre outros tipos de serviços. Isso apesar de a quantidade de profissionais na cidade ter crescido 45% no mesmo período.

Em entrevista ao Estado de São Paulo o médico Mário Scheffer, da Faculdade de Medicina da USP, responsável por tabular os dados, disse que: "Além da falta de médicos, há hoje imensa rotatividade desses profissionais contratados via Organização Social. Boa parte dos médicos permanece poucos meses no serviço, não criando vínculo com os pacientes", também diz que: "Na atenção ambulatorial, onde há filas grandes de consultas e exames, faltam muitos especialistas, como pediatras e ortopedistas. Nesse caso, há também uma competição com o setor privado, pois a maior parte atua em planos de saúde."

A pandemia só acentuaria ainda mais as condições precárias da saúde paulistana e evidencia-se com o alto número de mortes provocadas pelo novo coronavírus. Com a flexibilização irrestrita da quarentena as chances de aumentarem o contágio e congestionar ainda mais o sistema público de saúde da capital é bem grande.

Com informações da Agência Estado.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui