www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 2 de Diciembre de 2020
07:49 hs.

Twitter Faceboock
Ato de trabalhadores em greve dos Correios gera solidariedade no centro de Campinas
Redação

Ato dos trabalhadores dos Correios em Campinas gera solidariedade entre moradores da região e conta com apoio de outros trabalhadores, do movimento Nossa Classe e da Juventude Faísca.

Ver online

Hoje, dia 17 de setembro, quando se completa um mês da greve dos Correios contra a privatização da empresa e contra a retiradas dos direitos, os grevistas se preparam para um grande ato em Brasília no dia 21 de setembro. Neste dia será julgado o dissídio e a greve da categoria pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST). Sabendo que comumente a justiça joga contra os trabalhadores, os grevistas fortalecem o movimento nas cidades com piquetes nas agências e atos públicos denunciando a hipocrisia do governo, que através da privatização, busca enriquecer uma alta cúpula de empresários, políticos e militares, os verdadeiros privilegiados.

Em Campinas um forte ato circulou a cidade gerando solidariedade entre moradores e trabalhadores mostrando que os lutadores dos Correios não estão sozinhos. Uma enorme faixa do Esquerda Diário foi erguida em um prédio com a mensagem: “Todo apoio a greve dos Correios!” Os grevistas circularam pelas ruas do centro dialogando com os trabalhadores e recebendo muito apoio.

Um evento particular emocionou os participantes. Os grevistas decidiam alterar o percurso do ato para se unirem a manifestantes de movimento de moradia que protestavam na frente da prefeitura contra a tentativa do prefeito Jonas Donizette de reintegrar o terreno onde atualmente moram centenas de famílias, colocando-as na rua.

Estudantes da juventude Faísca e professores da agrupação Nossa Classe Educação estiveram presente no ato manifestando solidariedade e defendendo que a saída para lutar contra Bolsonaro encontra-se na unidade e articulação dos trabalhadores a partir de suas lutas.

A professora Flávia Telles em sua intervenção afirmou que os ataques contra os trabalhadores dos Correios e a tentativa de despejo dos moradores da Ocupação Mandela fazem parte de um mesmo ataque aos trabalhadores e ao povo. Que a consequência das políticas de Bolsonaro, Paulo Guedes e Jonas Donizzete é ataque as empresas públicas, empobrecimento, desemprego para e violência policial para juventude e trabalhadores. Defendeu que, frente a esse projeto autoritário e empresarial representado pelos políticos, a luta dos trabalhadores dos correios e da Ocupação Mandela é uma só luta! Confira o vídeo:

Livia Tonelli, por sua vez, trouxe a luta dos professores contra o irresponsável retorno às aulas de Dória que colocará crianças, professores e familiares em risco. Defendeu que apesar de aparência os políticos como Dória e Bolsonaro estão unidos no ataque aos trabalhadores, nas privatizações e repressão. Veja essa fala na íntegra também:

Após o ato os trabalhadores estão mais moralizados e seguem unidos em luta se preparando para o grande ato dia 21 em Brasília. Entre as iniciativas está a organização de uma vaquinha para organizarem cinco ônibus para Brasília para lutarem pelo direto a greve, por seus direitos cada vez mais escassos e contra a privatização da empresa!

Toda solidariedade a greve dos Correios!

Leia também:Greve nos Correios: 6 motivos pelos quais você deve apoiar a luta dos trabalhadores

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui