www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Miércoles 25 de Noviembre de 2020
11:39 hs.

Twitter Faceboock
Petrobras agiliza privatização da P-12 resultando em 17 trabalhadores contaminados a bordo
Redação

Para acelerar o processo de entrega da plataforma, Petrobras cria surto de covid-19 em alto mar.

Ver online

As plataformas de petróleo denominadas como P7, P12 e P15 foram vendidas pelo valor de R$ 7,54 milhões (US$ 1,45 milhão), equivalente ao preço do faturamento de apenas um dia de produção delas ao todo. Em outras palavras, as plataformas foram vendidas por um preço de banana comparado ao valor de seu rendimento e quem está dando a vida, literalmente, para manter este rendimento são novamente os trabalhadores, que estão tendo que conviver com a exposição da covid-10 em alto mar e a desvalorização de seu trabalho.

Saiba mais sobre a venda das plataformas aqui

Para agilizar o processo de entrega da plataforma P-12, a Petrobrás aumentou o número de trabalhadores abordo, que de 60 trabalhadores subiram para o número de 79, contrariando umas das medidas de prevenção contra o covid-19 de evitar aglomerações. O resultado desta irresponsabilidade foi de 17 trabalhadores já contaminados pela covid-19 podendo aumentar o risco de mais casos surgirem se algo não for feito. No dia 10/08/2020, dez trabalhadores desembarcaram sem apresentar os sintomas da covid-19, porém após chegarem em suas casas 3 desses trabalhadores se sentiram mal e 2 testaram positivo para covid-19.

A Petrobrás criou um surto de covid-19 para atender aos interesses dos empresários, pois mesmo após a reivindicação do sindicato em diminuir o POB (número de pessoas a bordo) para no máximo 50 trabalhadores, colocaram 79 trabalhadores sem testagem de covid-19 para embarcar em alto mar a fim de apresar a desmobilização da plataforma. Não há respeito com a vida dos petroleiros e no geral com todos os trabalhadores pelos capitalistas. Portanto, é necessário que as unidades afetadas organizem-se para se defenderem.

Chamamos todas as unidades, principalmente Bahia e Urucu que foram rifadas e agora estão em processo de privatização, a unificarem os trabalhadores para lutar contra os acordos coletivos que propiciam a retirada de direitos e as privatizações.

Para nós do Esquerda Diário é preciso lutar para que todos os recursos do petróleo sejam 100% estatais, administrados e controlados democraticamente pelos trabalhadores, garantindo a segurança operacional para todos e revertendo a imensa riqueza do petróleo para o interesse do povo brasileiro.

Leia também: É verdade que não dá pra barrar a privatização de todas unidades da Petrobras na Bahia e no restante do país?

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui