www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Lunes 23 de Noviembre de 2020
22:45 hs.

Twitter Faceboock
CORREIOS
Trabalhadores dos Correios iniciam greve contra ataques privatistas de Bolsonaro e Guedes
Redação

Na noite de ontem em assembleias em todo o país, trabalhadores dos Correios referendaram a greve a partir de hoje (18), contra o avanço da privatização e os ataques aos direitos trabalhistas.

Ver online

Os trabalhadores dos Correios são uma das categorias mais afetadas pela pandemia. Seguem trabalhando desde o começo sem fornecimento de EPIs adequados ou liberação dos grupos de risco com remuneração, já que o presidente da estatal Floriano Peixoto é um negacionista como Bolsonaro. A categoria já contabiliza 120 mortes de trabalhadores pela COVID-19. Um dado triste e revoltante. Como se não bastasse a grave situação desses trabalhadores, eles vêm sofrendo ameaças de retirada de direitos e uma ofensiva na privatização dos Correios por parte do governo Bolsonaro e Mourão. Por isso, hoje (18) a categoria entra em greve geral contra todos esses ataques.

Como denunciamos aqui, o general Floriano Peixoto quer aplicar um pacote de maldades contra os trabalhadores. Do acordo coletivo que estava sendo estabelecido, o militar quer retirar o vale-alimentação, auxílio-creche, licença maternidade, reduzir o adicional de férias, adicional noturno, entre outros. Um enorme ataque viabilizado por Floriano Peixoto em acordo com o governo reacionário e militarizado de Bolsonaro, especialmente através da figura do privatista Paulo Guedes que já havia afirmado “grandes privatizações” no próximo período.

É recorrente ver ataques como esse sendo descarregados nas costas dos trabalhadores de variadas categorias. Assim como é recorrente a discrepância entre o salário dos trabalhadores e dos patrões. No caso dos Correios, a categoria não alcança o valor de dois salários mínimos enquanto o general Peixoto dá um custo anual de R$ 1.128 milhão. Se o patrão custa a mais empresa, por que os trabalhadores precisam pagar por essa crise? Fica escancarado que esses ataques aos trabalhadores dos Correios, bem como a precarização da classe trabalhadora de conjunto, faz parte de um projeto político capitalista, onde os trabalhadores precisam ser cada vez mais explorados para manter a vida boa dos patrões.

Essa desigualdade absurda e revoltante só pode ser combatida pela classe trabalhadora organizada em luta. Por isso a greve nacional dos Correios que se inicia hoje é de extrema importância. É preciso que hajam assembleias em cada local de trabalho ao redor do país e que nelas sejam conformados Comitês de Greve eleitos democraticamente desde as bases para que os próprios trabalhadores possam decidir sobre os rumos da greve e avancem na perspectiva de dirigir os Correios. Somente através do controle dos Correios pelos trabalhadores é possível barrar o projeto privatista de Guedes e companhia. É preciso amplo apoio de todas as categorias de trabalhadores e nós do Esquerda Diário estaremos a serviço de impulsionar essa luta. Todo apoio à greve geral dos trabalhadores dos Correios.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui