www.esquerdadiario.com.br / Veja online / Newsletter
Esquerda Diário
Esquerda Diário

Jueves 26 de Noviembre de 2020
05:00 hs.

Twitter Faceboock
UFES
Reitoria da UFES nega aos estudantes o acompanhamento das votações do novo calendário
Faísca - UFES

Frente ao absurdo ataque que é implementação do excludente e racista Ensino Remoto, a reitoria da UFES negou o que já seria a mínima participação dos estudantes nas votações do novo calendário. Não nutrimos nenhuma ilusão na reitoria. Precisamos lutar pela auto organização dos estudantes para decidir os rumos da universidade.

Ver online

Imagem: A Gazeta/Ricardo Medeiros

No dia 10 de agosto, a partir de plenária com as três categorias (DCE, Adufes e Sintufes), foi solicitado que a reitoria ao menos transmitisse ao vivo as sessões do Conselho Universitário e Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão. Contudo, o reitor Paulo Vargas se limitou a responder às vésperas da reunião do Conselho Universitário, sem qualquer justificativa concreta, que não seria possível pela necessidade da criação de um protocolo para as transmissões, e que isso poderia ser feito "em um momento próximo oportuno". 

Sabemos que o momento nunca será oportuno para uma instituição que implementa arbitrariamente um projeto que avançará na precarização e privatização da educação. Esse é só mais um entre diversos ataques que a reitoria despeja nas costas da comunidade universitária. Por isso não depositamos nenhuma confiança na reitoria, que em todo esse processo arbitrário de implementação do Ensino Remoto, passou por fora de qualquer espaço democrático para que os estudantes, professores e técnicos pudessem expor suas posições e demandas, bem como não devemos esperar que protocolos e solicitações bastarão para alguma finalidade efetiva na construção do combate a todos os ataques do governo e que a reitoria é conivente.

Apenas confiamos na força da auto organização dos estudantes e fazemos um forte chamado para as entidades estudantis e correntes de esquerda, que mobilizem assembleias nas bases dos cursos, que busquemos iniciativas em conjunto, bem como propomos que a partir dessa articulação, construamos comissões de acompanhamento e denúncia das dificuldades que o Ensino Remoto trará aos estudantes. Que o DCE não aceite nenhum ataque da reitoria, coloque todo seu peso e influência para contribuir no avanço da mobilização dos estudantes para que sejamos nós a decidir o rumo da universidade em meio à pandemia e a esse incomensurável ataque que é o Ensino Remoto que impedirá ainda mais que, principalmente as e os estudantes negros e pobres possam entrar e permanecer na universidade. Precisamos debater profundamente o papel que a universidade poderia estar cumprindo no combate à pandemia e como ficará no pós pandemia, questionando as estruturas de poder da universidade, como o papel que cumpre essa instituição que é a reitoria.

 
Izquierda Diario
Redes sociais
/ esquerdadiario
@EsquerdaDiario
[email protected]
www.esquerdadiario.com.br / Avisos e notícias em seu e-mail clique aqui